Vice-presidente do CFM defendeu prescrição de kit Covid, diz site

Declaração teria sido feita durante reunião em setembro do ano passado com órgão do Ministério da Saúde

atualizado 08/10/2021 8:46

Emmanuel Fortes e Bolsonaro

Em julho de 2020, o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Emmanuel Fortes, teria defendido o parecer da entidade que autoriza o médico a prescrever medicamentos do kit Covid no tratamento da doeça. Segundo o Uol, a declaração foi dada em uma reunião com um órgão do Ministério da Saúde.

Na época, os medicamentos já não tinham eficácia comprovada e o uso no tratamento da Covid não era indicado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) havia, inclusive, interrompido os testes do kit Covid em pacientes.

Durante a reunião, Fortes teria afirmado que o parecer que dá autonomia para os médicos prescrever os medicamentos foi uma das decisões “mais sábias”.

“É conferir ao médico a autonomia de escolher a melhor conduta para seu paciente mesmo diante de evidências observacionais de alguns aspectos científicos, como a eficácia desses medicamentos em vitro, sem a comprovação em vivo”, teria dito Fortes.

Na ocasião, ele ainda teria afirmado que os médicos sabem os efeitos colaterais dos remédios e, presecrevendo-os, “sabem da responsabilidade”.

0
Apoio a Bolsonaro

Em suas redes sociais, Fortes afirma ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Aproveitei para fazer o registro e declarar que continuo confiando em seu governo e estarei consigo em 2022”, escreveu em uma de suas postagens ao lado do mandatário.

Em 2018, o médico se candidatou a deputado federal em Alagoas pelo PRTB e, em 2020, a vice-prefeito de Maceió pelo PSL, mas não foi eleito em nenhuma das ocasiões.

O próprio CFM tem histórico de participação em eventos conduzidos pelo presidente. Em setembro de 2020, dois conselheiros participaram do evento “Audiência com movimento ‘Médicos pela vida'”. O encontro reuniu diversos profissionais da saúde, sem máscara, dentro de uma sala fechada, que defenderam o kit Covid e o tratamento precoce.

Nesta quarta-feira (6/8), o relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), incluiu o presidente do CFM, Mauro Luiz de Brito Ribeiro, na lista de investigados pela comissão.

Últimas notícias