Sobe para 21 o número de mortos pelas chuvas na Bahia

Mais de 471 mil habitantes do estado foram afetados pelos temporais. A mais recente vítima teve o corpo encontrado em Ilhéus

atualizado 28/12/2021 19:28

enchentes no Estado da Bahia--14 Isac Nóbrega/PR

O número de pessoas mortas por causa das fortes chuvas que atingiram a Bahia nos últimos dias subiu para 21. De acordo com informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec) a 21º vítima fatal teve o corpo encontrado nesta terça-feira (28/12), em Ilhéus. A suspeita é que seja uma mulher de 19 anos. O nome ainda não foi divulgado.

Até o momento, 471,7 mil habitantes do estado foram afetados pelos temporais. O número de feridos encontrados é de 358 pessoas. Até esta terça, 136 cidades estavam em estado de emergência devido às enchentes.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

A 20ª vítima foi Maria das Neves Souza dos Santos, 33. A mulher morava na Vila da Paz, uma região ribeirinha entre a BR-415 e o Cachoeira, na saída de Itabuna para Ilhéus. A estrutura da casa onde Maria residia desabou sobre ela na madrugada de domingo (26).

Reconstrução

Na segunda-feira (27), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), prometeu que vai reconstruir as casas das mais de 16 mil pessoas desabrigadas após tempestades.

Em publicação nas redes sociais, Costa também informou que estenderá a oferta de crédito de até R$ 150 mil, sem juros, para todos os comerciantes atingidos por enchentes. O petista ainda prometeu apoiar agricultores que perderam a produção devido à força das águas.

O governador decretou, no domingo (26), estado de emergência em mais 47 municípios devido aos estragos causados pelos temporais. Com isso, subiu para 72 o número de cidades nessa situação. Pelo menos duas barreiras se romperam. “Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande”, disse Rui Costa.

Em algumas localidades, rios subiram 10 metros e deixaram municípios completamente submersos. Há estradas bloqueadas por deslizamentos e moradores de alguns distritos estão completamente isolados, o que dificulta as operações de salvamento.

Desespero

Circula, nas redes sociais, uma série de imagens de moradores do sul da Bahia tentando recuperar pertences após o estrago deixado por fortes chuvas no local. No domingo, viralizou na internet o vídeo do resgate de um idoso, com água na altura do peito.

Solidariedade

Nesta terça-feira (28/12), os chefes dos Poderes Legislativo e Judiciário prestaram solidariedade às vítimas das enchentes na Bahia. O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, o chefe da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se manifestaram por meio de notas e redes sociais.

Fux ressaltou que o Judiciário está à disposição “para atuar até o limite de suas competências”. Desde novembro, mais de 60 mil pessoas ficaram desalojadas ou feridas.

“O Poder Judiciário, por meio do do Observatório dos Direitos Humanos do Poder Judiciário, se coloca à disposição para atuar até o limite de suas competências e garantir a assistência e o apoio necessários para que o povo baiano supere esse momento difícil e que a população do Estado se recupere, com dignidade e celeridade”, afirmou o presidente do STF.

Já Rodrigo Pacheco se manifestou pelas redes sociais e disse que a prioridade é “amparar as vítimas e reconstruir as cidades”.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, se reuniu com 19 deputados da bancada da Bahia para discutir a situação das enchentes. Ao final, anunciou a criação de um fundo permanente para catástrofes e se solidarizou com os baianos.

Mais lidas
Últimas notícias