Weintraub manda recado a “amigos preocupados”: “Eu voltarei ao Brasil”

Em tom misterioso, o ex-ministro postou mensagem onde citou sua "segurança física" e o risco que ela correria, caso ele retorne ao país

atualizado 12/03/2021 23:52

Ex ministro da Educação Abraham WeintraubRafaela Felicciano/Metrópoles

O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub usou as redes sociais, na noite desta sexta-feira (12/3), para mandar um recado aos “amigos preocupados”: “Eu voltarei ao Brasil”, disse em post. O aliado de Bolsonaro deixou o país após exoneração em junho do ano passado.

Em tom misterioso, Weintraub citou sua “segurança física” e o risco que ela correria, caso ele retorne ao país.

Veja:

Weintraub deixou o Ministério da Educação depois de uma série de polêmicas e de declarações dadas em redes sociais. Nos EUA, ele foi indicado a uma diretoria do Banco Mundial.

O ex-ministro é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito das fake news por ter falado em prisão de ministros da Corte e os xingado de “vagabundos”. O ex-ministro também foi apontado por suposta prática de racismo ao ironizar a China.

Outro pedido de investigação

Nesta semana, a Associação de Funcionários do Banco Mundial também pediu uma investigação sobre as condutas de Abraham Weintraub.

Os funcionários se queixam de que Weintraub compartilha desinformação sobre a pandemia de Covid-19, além de fazer campanha política para um cargo eletivo no Brasil.

Por meio de uma carta, datada em 24 de fevereiro de 2021, a queixa foi enviada ao Comitê de Ética do BM. No documento, os trabalhadores afirmam que o comportamento de Weintraub é incompatível com os valores fundamentais da instituição.

0

Últimas notícias