Saiba quem é o general Paulo Sérgio, novo comandante do Exército

Natural de Iguatu (CE), casado e pai de 3 filhos, o militar é o terceiro mais antigo no Alto Comando da instituição

atualizado 31/03/2021 20:00

General Paulo SérgioMarcelo Camargo/Agência Brasil

Cearense, natural de Iguatu, o general Paulo Sérgio Nogueira Oliveira, de 59 anos, é o novo comandante do Exército.

Conhecido como general Paulo Sérgio, chefiava o Departamento-Geral de Pessoal do Exército desde abril de 2018.

O general foi comandante militar do Norte, em Belém, um posto que abrange Amapá, Pará, Maranhão e parte do território do Tocantins. Ele integra o Alto-Comando do Exército.

É um dos três mais antigos da Força terrestre, com 44 anos de Exército. Desta forma, sua escolha atende ao critério de antiguidade para a sucessão dos comandantes.

O general Paulo Sergio é filho de um bancário e uma dona de casa. Até os 11 anos, estudou em sua cidade natal. Depois, ingressou no Colégio Militar de Fortaleza, em regime de internato. Em 1974, seguiu para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP).

Família

Casado com Maria das Neves Paiva França de Oliveira, tem três filhos, Danilo, Rafael e Lucas, além de dois netos e uma neta.

Em 1977, ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende, no Rio de Janeiro, tendo sido declarado aspirante a oficial da Arma de Infantaria em 15 de dezembro de 1980.

Ele também foi instrutor da Aman em três oportunidades, sendo, em uma delas, comandante do curso de Infantaria. Também em Resende, em 1994, foi subcomandante do 2º Batalhão de Infantaria de Selva. Depois, na cidade mineira de Juiz de Fora, comandou o 10º Batalhão de Infantaria Leve-Montanha.

Paulo Sérgio também tem experiência na área internacional tendo sido, por dois anos, adido militar do Brasil no México.

Como general, ele exerceu os cargos de chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Oeste, em Campo Grande (MS), comandante da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, em Tefé (AM); chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia, em Manaus-AM, comandante da 12ª Região Militar, também em Manaus.

Pandemia

Recentemente, o general ganhou notoriedade por defender medidas divergentes do presidente Jair Bolsonaro em relação à pandemia de Covid-19. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, ele alertou para uma possível terceira onda da Covid-19 e saiu em defesa das medidas de isolamento social.

0

Últimas notícias