Randolfe diz que Presidência é ocupada por um “delinquente contumaz”

Vice-presidente da CPI da Covid afirmou que a comissão vai incluir no relatório fala de Bolsonaro associando vacina à Aids

atualizado 25/10/2021 11:14

Randolfe Rodrigues_CPIJefferson Rudy/Agência Senado

O vice-presidente da CPI da Covid-19, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), chamou, nesta segunda-feira (25/10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de “delinquente contumaz”. O senador avisou que a comissão incluirá no relatório final “a fala mentirosa e absurda” do chefe do Executivo associando a vacina contra o novo coronavírus à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids).

A declaração de Bolsonaro ocorreu durante a live semanal na última quinta-feira (21/10) e gerou críticas de políticos e de entidades médicas e científicas. As redes sociais Facebook e Instagram derrubaram o vídeo do presidente.

“Temos um delinquente contumaz na Presidência da República! Informo que incluiremos, no relatório da CPI, a fala mentirosa e absurda de Bolsonaro associando a vacina contra a Covid-19 à Aids”, escreveu.

“Além disso, encaminharemos ofício ao Ministro Alexandre de Moraes, pedindo que Bolsonaro seja investigado por esse absurdo no âmbito do inquérito das fake news e recomendaremos às plataformas de redes sociais a suspensão e/ou o banimento do Presidente”, acrescentou.

0

No domingo, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) pediu à comissão que envie ao Supremo Tribunal Federal (STF) a “fake news encampada por Bolsonaro”.

A CPI se reúne, nesta terça-feira (26/10), para votar o relatório final apresentado pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) na última semana. Novos indiciamentos devem ser incluídos no documento.

Mais lidas
Últimas notícias