Lira lamenta meio milhão de mortes e recebe críticas nas redes sociais

Presidente da Câmara se pronunciou sobre óbitos por Covid-19 e foi alvo de críticas por relação estreita com o presidente Jair Bolsonaro

atualizado 20/06/2021 13:38

Jair Bolsonaro e Arthur LiraAlan Santos/PR

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), lamentou a marca de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil, ultrapassada nesse sábado (19/6) Em postagem nas redes sociais, Lira falou que o momento é de dor e defendeu a vacinação. “Enquanto todos não estiverem vacinados, com a pandemia sob controle, teremos dias de dor”, escreveu ele.

Após o comentário, o parlamentar foi alvo de uma enxurrada de críticas em razão da proximidade com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Sua eleição ao comando da Câmara, em fevereiro deste ano, foi apoiada pelo Palácio do Planalto. Além disso, a oposição acusa Lira de engavetar os 121 pedidos de impeachment já protocolados.

Nos comentários, muitos relembraram que, quando eleito presidente da Casa, ele participou de uma festa com quase 300 colegas, na casa dos empresários Marcelo e Daniela Perboni, no Lago Sul. O caso foi remetido à Corregedoria da Polícia Civil, e deve ser enviado à 10ª Delegacia de Polícia, no Lago Sul, bairro onde ocorreu a festa.

0

Nas reações, usuários também apontaram a proximidade de Lira com Bolsonaro e o compararam ao ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (sem partido-RJ), que ficou conhecido pelas notas de repúdio contra a administração federal.

Veja algumas reações:

Mais lidas
Últimas notícias