Lira faz festa da vitória para 300 pessoas em meio à pandemia

Após dia tenso, novo presidente da Câmara reuniu cerca de 300 pessoas em uma casa no Lago Sul. Poucos presentes usavam máscaras

atualizado 02/02/2021 10:13

Arthur Lira é eleito presidente da Câmara dos DeputadosRafaela Felicciano/Metrópoles

O novo presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), começou a eleição em primeiro turno na Casa com uma grande festa em uma casa no Lago Sul, área nobre de Brasília. Cerca de 300 pessoas estiveram no local e poucos convidados usavam máscaras, o que incluía ministros do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Lira foi o candidato apoiado pelo Palácio do Planalto na disputada. Na noite de segunda-feira (1º/2), ele derrotou Baleia Rossi (MDB-SP) por 302 votos a 154.

A celebração contrariou recomendações sanitárias de uso da máscara de proteção facial e distanciamento social. Os registros foram feitos pelo repórter fotográfico Dida Sampaio, do Estadão.

Diversos deputados e políticos aliados estiveram presentes, como Roberto Jefferson, presidente do PTB, e a deputada bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF). Mas também havia desafetos do presidente, como a deputada Joice Hasselman (PSL-SP).

A reportagem do jornal Estado de S. Paulo também viu os ministros Fábio Faria, das Comunicações, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, além de Fabio Wajngarten, da Secretaria de Comunicação (Secom) e Jorge Seif, da Secretaria da Pesca.

A casa onde foi realizada a festa é do empresário brasiliense Marcelo Perboni, do ramo de hortifruti. Ele é muito bem relacionado no mundo político da capital. Reuniões e aniversários da família, por exemplo, costumam ser frequentados pelo governador Ibaneis Rocha, entre outros.

Banda

Uma banda de música foi contratada para animar os convidados – o vocalista chegou a pedir que os presentes não postassem fotos da comemoração nas redes sociais para evitar a exposição, de acordo com reportagem do site Último Segundo.

Para completar, um telão exibia imagens de bastidores das viagens da campanha de Lira à presidência da Câmara.

No meio da festa, a música foi interrompida para um discurso.

“A partir de amanhã (hoje), a vida é dura”, afirmou o novo chefe da Câmara, sendo abraçado e assediado por ao menos 10 pessoas ao seu redor.

Pouco antes, ainda no plenário da Câmara, Lira pediu um minuto de silêncio para os mais de 225 mil mortos pela doença no país. “Temos que fortalecer a rede de proteção social. Temos que vacinar, vacinar e vacinar o nosso povo”, disse Lira antes da festa. (Com informações do jornal Estado de S. Paulo).

0

 

Últimas notícias