Coronavírus: Alcolumbre recebe alta do hospital Sírio-Libanês

Presidente do Senado, que foi diagnosticado com a Covid-19, está com quadro leve da doença

José Cruz/Agência Brasil

atualizado 19/03/2020 11:09

Diagnosticado nessa quarta-feira (19/03) com o novo coronavírus, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília. A informação foi divulgada pelo R7 e confirmada pelo Metrópoles, que apurou que ele está com um quadro leve.

A contaminação pelo coronavírus foi confirmada em uma contraprova feita nessa terça-feira (17/03). Ao anunciar o resultado, a assessoria da Presidência do Senado informou que ele estava em isolamento domiciliar seguindo os protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo a assessoria de imprensa da Presidência do Senado, ele já recebeu alta e voltou à residência oficial. De acordo com nota divulgada pelos assessores, Alcolumbre fez uma tomografia ainda na quarta-feira para acompanhar a evolução e ficou em observação até a manhã desta quinta-feira. “O presidente do Senado permanecerá em casa, em isolamento, de acordo com as orientações médicas.”

Nessa quarta-feira (18/03), o democrata postou mensagens em redes sociais garantindo que estava bem e “sem sintomas severos” em decorrência da Covid-19, doença causada pelo vírus.

“Sigo trabalhando de casa, por meio de ligações. Temos importantes matérias para serem analisadas. O Congresso Nacional seguirá trabalhando e juntos vamos enfrentar essa pandemia”, afirmou.

Além dele, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) testou positivo e está internado no mesmo hospital, depois de apresentar piora no quadro de saúde, com dificuldades respiratórias e estado febril.

Nelsinho e outras 16 pessoas adquiriram o vírus após integrar a comitiva que acompanhou viagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aos Estados Unidos, no início de março.

Estão contaminados o chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, o secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten; e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, entre outros.

Últimas notícias