Bolsonaro sobre Eduardo embaixador: “Por enquanto, sem alteração”

Crise no PSL deixou em segundo plano indicação do parlamentar para a Embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos

atualizado 18/10/2019 13:26

Foto: Michael Melo/Metrópoles

Ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (18/10/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que não há nenhuma mudança sobre a indicação do filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. “Por enquanto, sem alteração”, se limitou a dizer o mandatário do país.

Bolsonaro afirmou anteriormente que o filho seria indicado, mas essa intenção não foi formalizada até agora diante da incerteza de o parlamentar conseguir votos suficientes no Senado Federal, onde precisa passar por sabatina antes de ter o nome aprovado para o cargo de embaixador.

Nesta semana, no entanto, pai e filho sofreram mais uma derrota após articulação do chefe do Executivo com parlamentares da ala bolsonarista para tirar Delegado Waldir da liderança do PSL na Câmara e colocar Eduardo. Com isso, as negociações do deputado para a embaixada ficaram em suspenso.

Essa situação foi apontada pelo líder do PSL na Câmara, que atacou duramente o presidente e o filho. Waldir acusou Bolsonaro de interferir no funcionamento do Parlamento.

“O presidente da República rasga a Constituição quando faz isso. Ele está ligando para cada parlamentar, para pedir voto para o filho Eduardo, para ele assumir aqui a liderança; e isso depois de ele, em vários momentos, dizer que não iria interferir nessas decisões internas do partido, de escolha de líder. A oposição deve até estar feliz, porque assim ele não vai para Washington”, comentou.

O próprio Eduardo comentou, ao lançar o nome para a liderança do PSL, que essa era a prioridade no momento e todos os outros projetos ficariam em segundo plano.

Últimas notícias