Bolsonaro nega existência de orçamento secreto e reclama de imprensa

Presidente disse a apoiadores que orçamento paralelo para atender base aliada no Congresso é invenção

atualizado 11/05/2021 11:23

Bolsonaro em ação no STF: decretos do DF, RS e BA são estado de sítioRafaela Felicciano/Metrópoles

Em conversa com apoiadores na manhã desta terça-feira (11/5), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) negou a existência de um orçamento secreto de R$ 3 bilhões criado para atender a base aliada no Congresso Nacional. O orçamento paralelo foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Bolsonaro também se queixou da cobertura da imprensa sobre um churrasco em homenagem ao Dia das Mães, realizado no último domingo (9/5), no Palácio da Alvorada. Segundo a coluna Cozinha Bruta, do jornal Folha de S.Paulo, a comemoração contou com uma picanha de R$ 1.799,99 o quilo.

“Eu faço um churrasco aqui e apanho. Agora, inventaram que eu tenho um orçamento secreto. Eu tenho um reservatório de leite condensado ali, 3 milhões de latas escondidas. Você pode ver: isso é sinal que eles não têm o que falar” apontou Bolsonaro.

O presidente continuou, com críticas à imprensa. “Como é que um orçamento que foi aprovado, discutido meses, agora apareceu 3 bilhões? Só os canalhas do Estado de S. Paulo para escrever isso aí”, disse na saída do Palácio da Alvorada.

O Estadão teve acesso a 101 ofícios enviados por deputados federais e senadores de partidos do Centrão ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que indicavam como eles preferiam usar esses recursos.

Durante a campanha presidencial, Bolsonaro afirmou que não iria lotear cargos no primeiro escalão do governo.

A conversa de Bolsonaro com apoiadores foi divulgada no YouTube pelo canal Foco do Brasil.

0

 

 

Últimas notícias