Bolsonaro dá palanque a ACM Neto, adversário do PT na Bahia

Com a ausência do governador petista Rui Costa, o presidente chamou o prefeito baiano para discursar em palanque ao seu lado

atualizado 23/07/2019 14:37

Reprodução/ Flickr presidência

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), cedeu espaço no seu palanque ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), nesta terça-feira (23/07/2019), após o governador baiano Rui Costa (PT) não comparecer à inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, na Bahia.

Durante o evento, Bolsonaro fez acenos políticos ao prefeito ao dizer que um dia ele pode chegar à presidência. “Conheci o velho ACM (o ex-governador e ex-senador Antonio Carlos Magalhães) no final dos anos 80, quando eu era vereador no Rio de Janeiro. Homem forte, combativo, leal e preocupado com seu povo da Bahia, deixou bons frutos. Lá na frente, se Deus quiser, você (ACM Neto) ocupará um dia a honrosa cadeira que ocupo”. ACM é, com frequência, lembrado como possível candidato a vice de João Doria (PSDB), atual governador paulista.

Bolsonaro dividiu o palco com ACM Neto, que o anunciou como “amigo”. À plateia, composta por empresários e políticos, o prefeito disse que os baianos são “generosos” e ressaltou que a obra não tem um “dono político”. Isso porque, até a inauguração do empreendimento, Rui Costa e o presidente da República disputavam protagonismo pela entrega.

“Vejo, presidente, nos últimos dias, instaurar-se uma polêmica absolutamente desnecessária. Quero parabenizar a postura do senhor, que disse claramente que essa obra não é do político A ou do político B, do partido A ou do partido B. Essa obra é do povo”, afirmou ACM Neto.

“O povo baiano lhe recebe com muita emoção. Estamos realizando um sonho em Vitória da Conquista. Eu participei do início da mobilização pela construção desse aeroporto, era deputado federal e, na época, colega do presidente Jair Bolsonaro.”

Rui Costa não compareceu
O petista, que se recusou a ir ao evento, disse que o aeroporto foi executado pelo governo estadual. Os recursos para a construção do equipamento foram liberados, segundo Rui Costa, ainda na gestão da ex-presidente Dilma Roussef. Paralelamente, ele defende que o valor investido pela gestão estadual no aeroporto Glauber Rocha supera R$ 31 milhões.

“O primeiro convênio que deu início a essa obra, ainda com o contrato para a construção da pista, foi realizado pelo senador Jaques Wagner, então governador da Bahia, em 2012. Quando assumi a gestão, em 2015, voltei à presidente Dilma para continuar as obras e garantir a expansão do contrato da pista, para a construção desse novo equipamento”, explicou.

E acrescentou: “O último pagamento desse convênio foi pago no governo de Michel Temer, em novembro de 2018. Nesses últimos seis meses, foi finalizada toda a parte burocrática, incluindo também os testes de voos, necessários que o aeroporto obtivesse autorização para operar voos comerciais”.

0

Últimas notícias