Bolsonaro diz amar o Nordeste e ter sangue “cabra da peste” na família

A declaração foi dada em visita a Vitória da Conquista, na Bahia. Governador Rui Costa disse que o presidente "odeia" a região

atualizado 23/07/2019 14:35

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, nesta terça-feira (23/07/2019), em evento realizado em Vitória da Conquista, na Bahia, que ama o Nordeste. A declaração foi dada durante a cerimônia de inauguração do Aeroporto Glauber Rocha.

“Em Vitória da Conquista, não estou na Bahia nem no Nordeste, estou no Brasil. Não há divisão entre nós, de sexo, raça, cor, religião. Somos um só povo, um só ideal e um só objetivo: colocar este grande país no espaço que ele merece”, disse.

“Para chegarmos lá, não basta somente a vontade enorme. É a união de todos nós, do Poder Executivo, do Poder Legislativo, aqui representado por vários parlamentares, e nós [nos] conscientizarmos da nossa força. Esse sonho, esse objetivo será concretizado”, frisou. “Eu amo o Nordeste. A minha filha tem em suas veias sangue cabra da peste”, prosseguiu.

“Quem é nordestino aqui levanta o braço. Quem concorda com o presidente Jair Bolsonaro levanta o braço. Estamos juntos ou não estamos?”, instigou o público, que o aplaudiu na ocasião.

Esta é a segunda vez que Bolsonaro viaja ao Nordeste em 200 dias de governo. Porém, é a primeira vez depois das declarações referentes aos moradores e estados da região.

Estado laico
Durante inauguração de aeroporto, o presidente Jair Bolsonaro disse que, apesar de o estado ser laico, ele é cristão e, por isso, valores tradicionais serão levados em consideração no seu governo.

“Não podemos admitir um partido que queira acabar com os valores familiares, não podemos admitir quem queira deixar de lado e não respeitar as religiões. O estado é laico, mas nós somos cristãos”, ressaltou, em recado velado ao PT, que o antecedeu no comando do país. O governador baiano, Rui Costa, que é petista, não foi ao evento protagonizado por Bolsonaro.

Na ocasião, o chefe do Executivo federal disparou contra siglas de esquerda e afirmou que a bandeira do Brasil “jamais” mudará de cor. “Não queremos dividir os partidos, mas não aceitamos que nos imponham o socialismo ou o comunismo. Não admitiremos mudar a cor da nossa bandeira”, completou. O público acenou a Bolsonaro e repetiu o grito de guerra “a nossa bandeira jamais será vermelha”.

Ódio 
Nesta terça-feira (23/07/2019), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), comentou a reclamação do presidente Jair Bolsonaro de que ele não teria autorizado a presença da Polícia Militar para fazer a segurança no evento de inauguração do Aeroporto Glauber Rocha.

“Se o Gov Federal fechou o aeroporto e excluiu o povo, colocando o exército lá dentro, pra que ainda precisa da PM? No gabinete, conversei com Levi Vasconcelos, na BandNews FM, sobre a nova falsa polêmica que estão tentando criar sobre a presença da polícia no evento em Conquista”, anotou o governador por meio de sua conta no Twitter, em resposta à reclamação do presidente de que o governo da Bahia não teria autorizado a PM para fazer sua segurança.