Senado: Alcolumbre tira MP dos ministérios da pauta desta quinta

De acordo com o presidente da Casa, a matéria deve ser analisada pelos senadores na próxima terça-feira (28/05/2019)

Roque de Sá/Agência SenadoRoque de Sá/Agência Senado

atualizado 23/05/2019 15:07

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), informou que a Medida Provisória 870, conhecida como MP dos ministérios — que trata de alterações nos órgãos do Poder Executivo — foi retirada da pauta desta quinta-feira (23/05/2019). O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados, na última quarta-feira (22/05/2019), e agora deve passar pela análise dos senadores.

“Informei o cancelamento da ordem do dia desta quinta-feira. Na pauta estava prevista a análise da MP 870/2018, que até o momento não tinha tido sua apreciação concluída na Câmara dos Deputados”, afirmou Alcolumbre, por meio do Twitter.

O presidente da Casa espera que medida volte à pauta em breve. “A previsão é que a matéria conste na sessão deliberativa da próxima terça-feira (28/05/2019)”, declarou o democrata.

Entenda
Um acordo para a votação da reforma administrativa foi fechado por lideranças da Casa nessa terça-feira (21/05/2019) em reunião com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), além do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Os deputados agora votam os destaques, que são sugestões de mudanças no texto. Dois deles já foram rejeitados: a recriação dos ministérios do Trabalho e da Cultura e a emenda que limitava os poderes dos auditores fiscais da Receita Federal para investigações sobre crimes tributários ou relacionados ao controle das fronteiras.

Os deputados aprovaram o texto da comissão mista que analisou a matéria. O texto transferiu de volta para o Ministério da Economia o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). O governo havia transferido o órgão para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, do ministro Sergio Moro.

Últimas notícias