Carlos Bolsonaro critica pai e jornalistas por cafés da manhã

O filho "Zero 2" do presidente postou, no Twitter, que profissionais de imprensa tiram do contexto as falas de Bolsonaro para prejudicá-lo

Divulgação/Câmara Municipal do Rio de JaneiroDivulgação/Câmara Municipal do Rio de Janeiro

atualizado 19/07/2019 16:56

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), novamente causa polêmica na sua rede social preferida, o Twitter. Dessa vez, o alvo das críticas foram o próprio pai e “jornalistas”, com direito a aspas colocada pelo “Zero 2”. Nesta sexta-feira (19/07/2019), Carlos se mostra incomodado com a “insistência” do presidente de oferecer cafés da manhã para representantes das empresas jornalísticas.

Para ele, os “jornalistas” que participam desse tipo de confraternização tiram do contexto as falas de Bolsonaro para “prejudicá-lo”.

Confira:

Sete cafés
Desde o início da gestão, Bolsonaro ofereceu 7 cafés da manhã para jornalistas, sempre no Palácio do Planalto. Recebeu mais de 100 repórteres, colunistas, editores e apresentadores de TVs, rádios, jornais, sites e revistas de todo o país e também do exterior.

O primeiro encontro foi em 28 de fevereiro. Depois, foram realizados em 13 de março, 5 de abril, 25 de abril, 23 de maio, 14 de junho e outro nesta sexta.

Últimas notícias