Agiota é suspeito de ter encomendado morte de advogados em Goiânia

Polícia Civil de Goiás (PCGO) trabalha na segunda fase da investigação para identificar a motivação do crime

atualizado 01/11/2020 19:22

Após prender o apontado autor dos tiros que mataram os advogados Marcus Aprigio Chaves, de 41 anos, e Frank Alessandro Carvalhaes, de 47, no dia 28 deste mês, em Goiânia, a Polícia Civil de Goiás (PCGO) agora trabalha na segunda fase da investigação para identificar a motivação do crime.

Um das linhas que estariam sendo trabalhadas pela corporação é a de crime encomendado, uma vez que a morte dos advogados teria sido ordenada por um agiota de Luziânia (GO), após Marcus e Frank ganharem um causa contra o homem.

Leia a reportagem completa no site Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias