Nova previsão: Queiroga diz que Janssen pode chegar na próxima semana

Na segunda-feira (14/6), por problemas logísticos, o laboratório cancelou o envio de 3 milhões de doses da vacina ao Brasil

atualizado 17/06/2021 19:13

Vacina Johnson & JohnsonEduardo Sanz/Europa Press via Getty Images

Uma nova data para as vacinas da Janssen chegarem ao Brasil foi dada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta quinta-feira (17/6). De acordo com o chefe da pasta, os imunizantes vão chegar ao país na próxima semana, “não vou dizer o dia já que não tenho essa confirmação”, ressaltou o cardiologista.

Na segunda-feira (14/6), por causa de problemas logísticos, o laboratório cancelou o envio das vacinas ao Brasil. A expectativa é de que cheguem 3 milhões de doses de vacinas da Janssen. O lote dos imunizantes deve pousar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

É importante lembrar ainda que a vacina da Janssen é a única aprovada pela Anvisa para aplicação em dose única.

Validade

O prazo de validade do imunizante também preocupava alguns gestores estaduais, já que termina no dia 27 de junho. Porém, na segunda-feira (14/6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou que os imunizantes podem ser utilizados em um período de até quatro meses e meio, em temperatura entre 2 ºC e 8 ºC. O prazo anterior era de três meses.

O pedido de ampliação foi feito em 10 de junho, e a vacina está aprovada para uso emergencial desde 31 de março. Para a decisão, a Anvisa considerou os estudos de qualidade apresentados pela empresa e a determinação da FDA (órgão equivalente à agência, nos Estados Unidos) sobre o assunto. Meiruze Freitas, diretora relatora do pedido, afirma que a aprovação permite ampliar imediatamente o acesso ao imunizante.

Economia

Queiroga também afirmou que a Janssen reduziu o valor do contrato para compra de vacinas em 25% do que foi previsto. Com isso, o Brasil vai economizar mais de R$ 480 milhões do total previsto no início: R$ 2,07 bilhões. O custo de cada dose da vacina será de US$ 10.

O ministro também anunciou que o dinheiro só será liberado após a chegada dos imunizantes e serão pagas apenas as doses aplicadas.

0

Últimas notícias