Anvisa autoriza ampliação do prazo de validade da vacina da Janssen

Órgão regulador aumentou a vigência, de três para quatro meses e meio, desde que o fármaco seja armazenado a uma temperatura entre 2°C e 8°C

atualizado 14/06/2021 16:56

Vacina Johnson & JohnsonEduardo Sanz/Europa Press via Getty Images

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu, nesta segunda (14/6), autorizar a extensão do prazo de validade da vacina da Janssen contra a Covid-19. O imunizante agora pode ficar quatro meses e meio armazenado entre 2°C e 8°C. Inicialmente, o período máximo para essas temperaturas era de três meses.

O pedido de ampliação foi feito em 10 de junho, e a vacina está aprovada para uso emergencial desde 31 de março. O Brasil deve receber, nesta semana, um carregamento de 3 milhões de doses com data de vencimento iminente.

Para a decisão, a Anvisa considerou os estudos de qualidade apresentados pela empresa e a determinação do FDA (órgão equivalente à agência nos Estados Unidos) sobre o assunto. Meiruze Freitas, diretora relatora do pedido, afirma que a aprovação permite ampliação imediata do acesso ao imunizante.

A vacina da Janssen é a única aprovada pela Anvisa para aplicação em dose única. Quando armazenada em temperaturas entre -25°C e -15°C, o prazo de validade é de 24 meses. A rede de frio do país, porém, não está completamente equipada com ultracongeladores capazes de manter a baixa temperatura por muito tempo.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias