Em mais um dia de buscas por vítimas do desabamento de dois prédios na Muzema, zona oeste do Rio de Janeiro, os bombeiros encontraram o corpo de uma mulher na madrugada desta terça-feira (16/04/19). Com isso, sobe para 12 o número de mortos. Outras 12 pessoas continuam desaparecidas.

O desmoronamento aconteceu na última sexta-feira (12), por volta das 7h. A prefeitura informou que as duas construções eram irregulares, além de a área ser controlada pelas milícias. Os grupos paramilitares atuam na grilagem de terra na região.

Apontado como o chefe da milícia que comanda a região da Muzema, o major da Polícia Militar Ronald Paulo Alves Pereira foi preso no dia 22 de janeiro durante a Operação Os Intocáveis, que também levou à detenção suspeitos de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol).

Na última segunda-feira (15), mais um corpo foi retirado dos escombros. No entanto, não havia confirmação se era um homem ou uma mulher. Desde o início do trabalho de resgate, 10 pessoas foram retiradas dos escombros com vida, mas duas não resistiram e morreram no hospital. Outras quatro permanecem internadas, três delas no Hospital Miguel Couto.