Lula supera Bolsonaro em potencial de votos nas eleições de 2022

É o que atesta pesquisa que mede o capital político de 10 possíveis presidenciáveis. Petista não pode concorrer por ser "Ficha Suja"

atualizado 07/03/2021 14:21

Lula vota em São Bernardo do Campo nas eleições de 2020Ricardo Stuckert/Divulgação

Rio de Janeiro – Na corrida à presidência da República para 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  do PT,  supera o presidente Jair Bolsonaro, sem partido. É o que atesta pesquisa de opinião que mede o potencial de voto de 10 possíveis candidatos nas eleições presidenciais do ano que vem, publicada pelo Estadão.

No levantamento, feito pela Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), novo instituto de pesquisas da estatística Márcia Cavallari (ex-Ibope), 50% dos entrevistados disseram que votariam com certeza ou poderiam votar em Lula se ele se candidatasse novamente à Presidência, e 44% afirmaram que não o escolheriam de jeito nenhum. Bolsonaro aparece com 12 pontos porcentuais a menos no potencial de voto (38%), e 12% a mais na rejeição (56%).

O levantamento não avalia um possível confronto entre Bolsonaro ou Lula, que não atende aos critérios legais para ser candidato. Diferentemente de uma pesquisa de intenção de voto, a de potencial busca medir o piso e o teto de aceitação de cada possível candidato.

Ficha suja

Em vez de apresentar uma lista de candidatos e pedir ao entrevistado que aponte seu preferido, o instituto cita o nome de políticos e pergunta se o eleitor votaria nele com certeza, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum ou se não o conhece suficientemente para responder. A soma das duas primeiras respostas – “votaria com certeza” e “poderia votar” – é o potencial de votos de cada presidenciável.

Lula está impedido pela Lei da Ficha Limpa de concorrer em 2022, pois tem duas condenações penais proferidas por órgão colegiado. Seus advogados têm buscado anular as sentenças que envolvem imóveis em Guarujá e Atibaia. Em entrevistas recentes, o petista negou a intenção de se candidatar.

Últimas notícias