STF declara luto de três dias pelo marco de 100 mil mortos pela Covid-19

Resolução foi publicada neste sábado (08/08) e prevê Bandeira Nacional hasteada a meio-mastro e proíbe quaisquer comemorações no órgão

atualizado 08/08/2020 16:57

stf luto 100 mil mortos covid 2Jacqueline Lisboa/Especial Metrópoles

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, declarou neste sábado (08/08) luto oficial pela marca dos 100 mil mortos pela Covid-19. A resolução publicada determina ainda que a Bandeira Nacional seja hasteada a meio-mastro e que não se realizem quaisquer comemorações, celebrações ou festividades nos espaços do órgão durante o período.

“Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo”, diz a nota assinada por Toffoli.

Mais cedo, o presidente do Senado Federal Davi Alcolumbre (DEM-AP) decretou luto oficial de quatro dias. O Ministério da Saúde contou até a noite dessa sexta-feira (7/8) 99.572 óbitos por Covid-19. A marca de 100 mil mortos foi ultrapassada neste sábado segundo dados das secretarias estaduais levantados pelo consórcio de veículos de imprensa.

stf luto 100 mil mortos covid 2

Até o início da tarde de sábado, Bolsonaro não se pronunciou sobre as mais de 100 mil mortes por Covid-19. Uma das últimas declarações dele foi: “A gente lamenta todas as mortes. Vamos tocar a vida. Tocar a vida e buscar uma maneira de se safar desse problema”.

Últimas notícias