Juiz proíbe evento de recepção a Bolsonaro em Presidente Prudente (SP)

Prefeitura será multada em R$ 2 milhões, caso desobedeça decisão judicial e realize o evento previsto para o próximo sábado (31/7)

atualizado 28/07/2021 19:24

Após quatro dias internado, Bolsonaro deixa hospital em São PauloFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O juiz Darci Lopes Beraldo proibiu, nesta quarta-feira (28/7), a realização de um evento para recepcionar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no município de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

Com autorização da prefeitura da cidade, o evento previsto para o próximo sábado (31/7) poderia receber público de até 2 mil pessoas, mas foi cancelado pela gestão municipal após decisão da Justiça. Bolsonaro estará em Presidente Prudente para inaugurar o credenciamento do Hospital Regional do Câncer no Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o magistrado, o evento contraria as medidas sanitárias do estado para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. As normas estipuladas permitem que os estabelecimentos adotem a ocupação máxima de 60%.

Beraldo estipulou multa de R$ 2 milhões à prefeitura, em caso de descumprimento da decisão.

Últimas notícias