Metrópoles vence duas categorias no 26° Prêmio CNT de Jornalismo

A matéria Carros-fortes, Homens Indefesos ganhou nas áreas: Internet e Fotografia

atualizado 30/10/2019 17:33

Igo Estrela/Metrópoles

O Metrópoles venceu duas categorias do 26° Prêmio CNT de Jornalismo. A matéria Carros-Fortes, Homens Indefesos ganhou nas áreas Internet e Fotografia. O portal concorria com trabalhos do Estado de S. Paulo, O Globo e GloboNews.

“O prêmio, ao longo dos seus 26 anos, tem estimulado o crescimento do setor de transporte e valorizado o bom jornalismo”, disse Vander Costa, presidente da Confederação Nacional de Transportes (CNT). A cerimônia de entrega acontece no dia 4 de dezembro, em Brasília (DF).

A equipe de reportagem do Metrópoles contou a história da guerra que acontece às margens das rodovias brasileiras. Um exército de vigilantes está sendo dizimado após sofrer assaltos de quadrilhas especializadas em roubos a veículos blindados.

O jornalista Saulo Araújo e os fotógrafos Andre Borges, Hugo Barreto, Igo Estrela, JP Rodrigues e Rafaela Feliciano,  mergulharam no cotidiano dos cerca de 30 mil trabalhadores de empresas de transporte de valores, profissão considerada uma das mais arriscadas do planeta.

0

Durante três meses de apuração, foram feitas dezenas de entrevistas, em quatro estados percorridos, a fim de mostrar como a sangrenta atuação dessas organizações criminosas nas estradas brasileiras impôs a esses profissionais sequelas físicas e emocionais irreversíveis.

A equipe de arte do Metrópoles, composta por Gui Prímola, Tauã Medeiros e Moises Dias, organizou o material em infográficos interativos, com local, dinâmica e data dos assaltos. O leitor pode navegar pelo mapa do Brasil e ler sobre 126 ataques a carros-fortes que aconteceram nos últimos três anos – de um total de 355. 

Lilian Tahan, Priscilla Borges, Maria Eugênia, Olívia Meireles e Daniel Ferreira editaram o material que chegou na redação. O texto foi revisado por Viviane Novais. Allan Rabelo, Saulo Marques e André Marques desenvolveram a interface do especial.

A comissão organizadora recebeu 272 inscrições, e levaram os troféus as reportagens com relevância para o setor de transporte, de qualidade editorial e criativas.

Neste ano, o corpo de jurados foi formado por: André Luiz Costa, diretor-geral de Mídias Digitais do Grupo Bandeirantes; Alexandre Calais, editor de Economia do jornal O Estado de São Paulo; Eduardo Costa, jornalista apresentador da Rádio Itatiaia e da TV Record; Lilian Tahan, diretora-executiva do portal Metrópoles; e Amir Mattar Valente, professor titular da Universidade Federal de Santa Catarina e coordenador-geral do Labtrans (Laboratório de Transporte e Logística) da universidade.

Este é o quarto ano seguido que o Metrópoles vence o Prêmio CNT de Jornalismo na categoria Internet. Em 2015, o portal levou com a reportagem Avisa quando chegar: o assédio que paralisa as mulheres; na edição seguinte, ganhou o trabalho Transbrasil, um embarque para o crime nas rodovias brasileiras; e o troféu no ano passado foi para a matéria Caminhoneiras, codinome coragem.

Últimas notícias