“Ícone para o esporte”, diz ministro das Comunicações sobre Maradona

O ex-jogador argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em Tigre, na Argentina, nesta quarta-feira (25/11), e não resistiu

atualizado 25/11/2020 16:58

Igo Estrela/Metrópoles

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, lamentou a morte de Diego Maradona em seu perfil oficial do Twitter, nesta quarta-feira (25/11). “Morreu uma lenda”, escreveu.

Confira:

Dependência química

A saúde de Maradona já estava fragilizada há anos. Ele lutava contra a dependência química e alcoólica, teve problemas no fígado em decorrência do abuso de bebida, fez cirurgia bariátrica para lidar com o sobrepeso e chegou a ser internado em um hospital psiquiátrico.

No início deste mês de novembro, o ex-jogador precisou passar por uma cirurgia no cérebro para tratar um hematoma subdural. Maradona tentou abandonar o hospital antes de receber alta.

Por recomendações médicas, ele permaneceu hospitalizado devido a uma “baixa anímica, anemia e desidratação” e um quadro de abstinência por conta do vício em álcool.

Oito dias após a cirurgia, ele recebeu alta da clínica de Olivos, onde estava internado em Buenos Aires. Já em casa, em Tigre, na Argentina, ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

0

Últimas notícias