Filha de preso por agredir enteado ficará com a mãe e a avó paterna

A determinação de guarda compartilhada é da Justiça do Rio. Victor Arthur Possobom está preso por sufocar a criança de apenas 4 anos

atualizado 19/09/2022 19:09

Victor Arthur Possobom Reprodução / Redes sociais

A Justiça do Rio de Janeiro determinou, em audiência especial na tarde desta segunda-feira (19/9), que a guarda da filha de Jéssica Jordão Carvalho e Victor Arthur Possobom, preso por agredir e sufocar o enteado de apenas 4 anos, será compartilhada entre a mãe e a avó paterna.

A audiência acontece após a mãe de Victor, Stella Pinho Possobom, que está cuidando da criança, pedir a guarda. A juíza Jussara Maria de Abreu Guimarães definiu que, provisoriamente, Stella ficará com a menor de segunda (após às 14h) à sexta (até às 14h). Jéssica fica com a filha de sexta (após às 14h) até segunda (até às 14h).

A juíza ainda proibiu qualquer contato entre a menor e o pai, Victor. A defesa do acusado alega que ele possui problemas psiquiátricos.

“Essa audiência foi um grande avanço, tendo em vista que o agressor e sua mãe impediram o convívio total da Jessica com a menor durante 2 meses”, disse uma amiga de Jéssica, que não quis ser identificada.

Entenda

O caso, ocorrido em fevereiro, está sob investigação da 77ª DP (Icaraí) e da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Niterói. As imagens vieram à tona na última quinta-feira (15/9).

Nas imagens, captadas por câmeras de segurança do condomínio, é possível ver Victor ao lado do enteado, de 4 anos, no sofá do prédio. No outro registro, já dentro do elevador, o agressor checa a máscara do menino e, em seguida, o sufoca.

A chef de cozinha Jéssica Jordão Carvalho, mãe do garoto, também afirma ter sido agredida pelo homem. Em 2013, Victor foi preso em flagrante por supostamente agredir a própria mãe durante uma discussão doméstica. No boletim de ocorrência, ao qual o Metrópoles teve acesso, o acusado declarou que apenas tentou “intervir” em uma briga entre a mãe e uma namorada, “escorando a genitora contra a parede” para evitar o confronto.

Ele se entregou sexta (16/9) e está preso Presídio ISAP Tiago Teles de Castro Domingues, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Mais lidas
Últimas notícias