Em GO, governo deve suspender decreto de fechamento do comércio

Atividades voltariam a ser fechadas na quarta-feira (14/4), conforme esquema de revezamento, mas as regras deverão ser suspensas pelo Estado

atualizado 10/04/2021 11:11

comércio em funcionamento em goiânia, goiásVinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – O decreto do Governo de Goiás publicado no dia 16 de março e que prevê sistema de alternância entre 14 dias de funcionamento e 14 dias de fechamento do comércio, no estado, vencerá na terça-feira (13/4) e não será renovado.

A Secretaria da Casa Civil informou que as regras seguem válidas até a terça-feira e que, ao término do prazo, um novo decreto deverá ser publicado suspendendo a validade delas.

As medidas foram adotadas para tentar conter o avanço da pandemia da Covid-19 em Goiás e foram anunciadas junto de um pacote de iniciativas para facilitar o isolamento social no estado.

Entre os dias 17 e 30 de março, só puderam funcionar em Goiás as atividades consideradas essenciais. Desde então, tudo foi reaberto, conforme a previsão do esquema de revezamento.

Esperava-se que, depois de terça-feira, as atividades voltariam a ser fechadas. Sem dar mais detalhes, no entanto, o governo goiano informou a decisão de não renovar o decreto, que proibia, inclusive, as cidades em situação de calamidade de flexibilizarem as regras.

Em Goiânia, o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) chegou a dizer nessa sexta-feira (9/4) que a cidade seguiria as regras do decreto estadual e que o comércio voltaria a ser fechado na quarta-feira (14/4).

A fala de Rogério, no entanto, foi antes do anúncio feito pelo governo de que não renovará o decreto. A prefeitura da capital deve atualizar as informações até o início da semana.

0
Melhora no nível de calamidade

Depois de vivenciar uma semana com todas as 246 cidades goianas em situação de calamidade, conforme a classificação feita pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO), houve uma melhora do quadro nessa sexta-feira (9/4).

Com a atualização do mapa da gravidade da pandemia, que é divulgado semanalmente no painel eletrônico da Covid-19, mantido pela SESGO, duas das 18 macrorregiões do estado retornaram ao nível intermediário, considerado crítico.

As 22 cidades que compõem as regiões Norte e de Serra da Mesa apresentaram um contexto melhor da pandemia, comparado ao registrado uma semana antes. Com isso, 224 municípios (91%) seguem no nível máximo, de calamidade.

Na manhã deste sábado (10/4), a ocupação dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) da Covid-19, no estado, é de 96,07%. Ao todo, 12.743 pessoas já morreram em Goiás, vítimas da doença.

Últimas notícias