Em casa, ex-assessor de Major Olímpio se recupera da Covid-19

Diego Freire ficou internado por mais de um mês. Ele só soube da morte do senador uma semana após sair da intubação

atualizado 10/04/2021 17:12

Reprodução/Instagram

Após ficar mais de um mês internado por causa do coronavírus, o ex-assessor de imprensa do senador Major Olimpio, Diego Freire (foto em destaque), que recebeu alta médica na sexta-feira (9/4), já está em casa. Em estado grave, ele chegou a ser intubado por duas semanas e, agora, terá que fazer reabilitação.

Diego se recuperou da doença no hospital Santa Lúcia, no Distrito Federal. Em momento mais crítico de seu tratamento, o assessor respirou com a ajuda de aparelhos.

Nas redes sociais, o ex-assessor de Major Olímpio já divulgou imagens mostrando que está se recuperando e agradeceu aos amigos pelo apoio. Na mesma plataforma, Diego compartilhou a dor de perder “um bom amigo”. Ele só ficou sabendo que o senador e chefe não resistiu à doença dias após ter saído da intubação – a família tinha medo de assustá-lo com a notícia.

“Sinto que foi um grande privilégio tê-lo conhecido e ter convivido com você, e me confortam todas as lembranças que guardo de você. Para sempre lembrarei e sentirei saudades suas. Até sempre e descanse em paz amigo”, escreveu Diego na legenda de uma foto em que aparece ao lado do senador.

Desorientado

Em depoimento ao portal Uol, o assessor contou como foi acordar após dias de sedação e descobrir sobre a morte de Major Olímpio. Segundo ele, quando despertou, estava desorientado e precisou ser contido porque pensou que tivesse sido sequestrado.

“Tiveram de conter os meus braços para manter os aparelhos em mim. Minha reação era arrancar tudo. Fiquei três ou quatro dias contido até me acalmar”, disse.

Diego recebeu alta da UTI no mesmo período em que Major Olímpio morreu. Contudo, foi poupado da notícia até recuperar a consciência.

“Minha família me poupou da notícia porque estava em estado crítico ainda, saindo da UTI. Ela resolveu segurar a informação. Uma semana depois, me falaram da morte do senador Major Olímpio. Não considerava ele como chefe. Considerava ele como grande amigo”, lamentou.

Reabilitação

O assessor contou que está fazendo fisioterapia três vezes por dia para voltar a caminhar normalmente.

“Tive que reaprender a comer, reaprender a falar, reaprender a mexer os braços, pernas, engolir. Tive de aprender tudo novamente, como se estivesse nascendo de novo”, finalizou.

Últimas notícias