Flordelis diz que faltou a votação de Silveira por conta de mal súbito

A deputada alegou nervosismo devido sua situação judicial e não participou da votação a favor da prisão de Daniel Silveira

atualizado 20/02/2021 11:10

Flordelis e AndersonFacebook/Reprodução

A deputada federal Flordelis dos Santos Souza deixou de comparecer na votação sobre a prisão do deputado Daniel Silveira devido a um “mal súbito”, afirma sua assessoria.

“Por força de todo nervosismo com minha situação jurídica e política atual e do estresse que o momento me ocasiona, fui tomada por um mal súbito (ainda sequelas de um AVC), que me obrigou a buscar ajuda médica no dia de hoje. Assim, não me foi possível participar da votação sobre o deputado Daniel Silveira“, justifica.

Flordelis ainda enfatiza que defende e respeita o Estado Democrático de Direito e todas as suas instituições consolidadas pela constituição de 1988. “Me coloco integralmente em respeito a todos os procedimentos que levem a realização de democracia e justiça, para nossa nação. Tenho fé nesta Justiça, no povo e principalmente em Deus! Confio que a Casa será fiel a esses princípios e saberá construir a melhor política para o país”, informou.

A deputada é acusada de mandar matar o próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, que veio a óbito em julho de 2019. Protegida pela imunidade parlamentar, Flordelis não foi presa e hoje é monitorada por tornozeleira eletrônica.

Assim como o deputado Daniel Silveira, condenado à cadeia pela Câmara por 364 votos a favor, 130 contra, Flordelis pode perder seu cargo. Ainda não há informações sobre o retorno da tramitação do processo da parlamentar.

Últimas notícias