Coronavírus: governo reduz previsão do PIB de 2,1% para 0,02%

Revisão ocorre no rastro da crise trazida pela pandemia de coronavírus, que está corroendo todos os setores econômicos

Mercados em quedaHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 20/03/2020 16:15

A economia brasileira vai parar segundo a previsão do governo. A equipe econômica revisou para baixo, mais uma vez, a estimativa de crescimento do produto interno bruto (PIB) em 2020, agora para 0,02%.

O corte ocorre menos de 10 dias após a última revisão para baixo, que estava em 2,1% antes do agravamento da crise que vem no rastro da pandemia do novo coronavírus.

Em 2019 o PIB do Brasil cresceu 1,1% segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o pior resultado nos últimos três anos.

Nesta semana, instituições financeiras também revisaram as projeções de crescimento econômico em razão da pandemia. O Credit Suisse, por exemplo, reviu de 1,4% para 0% a evolução das riquezas no Brasil.

O governo tem anunciado medidas para amenizar os efeitos da crise, como a antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas e o auxílio mensal de R$ 200 a autônomos, mas há o entendimento de que é preciso se preparar para um cenário muito negativo.

Todos os setores econômicos já fazem previsões muito pessimistas para os resultados da crise.

Calamidade pública
Nesta sexta-feira (20/03), o Senado Federal aprovou reconhecimento de estado de calamidade pública no país, o que permitirá ao governo gastar mais, sem se preocupar com o teto de gastos.

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, feita na tarde dessa quinta-feira (19/03), há, no momento, 621 casos confirmados de coronavírus e seis óbitos no país.

Últimas notícias