Coronavírus: carreatas pelo fim da quarentena são hostilizadas

Manifestações apoiando proposta de Bolsonaro ocorreram na tarde desta quinta-feira em São Paulo e Porto Alegre

atualizado 27/03/2020 18:10

Ao menos duas carreatas realizadas nesta sexta-feira (27/03), em Porto Alegre e  São Paulo, reuniram manifestantes para pedir o fim da quarentena e a reabertura do comércio. Nas duas capitais, os participantes estavam com bandeiras do Brasil e, além da defesa da retomada dos negócios, exibiam cartazes com mensagens como “O Congresso não se importa com o Brasil”. E, em ambas, os grupos bolsonaristas enfrentaram reações fortes, que foram de panelaços nas janelas a berros nas calçadas, de “Fora, Bolsonaro” a “Bolsonaro assassino”.

Em Porto Alegre, ao menos uma pessoa foi detida após usar panela para bater em um dos carros. Na capital gaúcha, o protesto ocorreu por volta das 14h. No Twitter, um vídeo mostra um rapaz gritando nas janelas dos veículos: “Playboys safados”.

Em São Paulo

Na capital paulista, a principal movimentação aconteceu na Avenida 9 de Julho, também no início da tarde. Os manifestantes da carreata berravam palavras de ódio ao governador João Doria (PSDB) e elogios ao presidente Jair Bolsonaro. O grupo pedia o impeachment do governador de São Paulo. Outras pessoas gritavam “o Brasil não pode parar”, mote da proposta de Bolsonaro para afrouxar o isolamento adotado em boa parte do país para tentar evitar a propagação do coronavírus.

Últimas notícias