Secretário sobre coronavírus no DF: “Estamos vivendo uma guerra”

Chefe da Saúde reforçou que sistema público não sofre com falta de equipamentos médicos: "Temos para todos os profissionais", disse

franciso-araujo, secretário de Saúde do DFAndre Borges/Especial Metrópoles

atualizado 27/03/2020 18:52

Em entrevista coletiva virtual realizada nesta sexta-feira (27/03), o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo (foto em destaque), comparou o combate ao novo coronavírus a um cenário de conflito bélico. “Estamos vivendo uma guerra, essa pandemia é uma verdadeira guerra”, disse.

O chefe da pasta aproveitou para rebater denúncias sobre falta de equipamentos de proteção aos profissionais da rede pública de saúde.

“Não podem politizar um momento de grande dificuldade. É um número pequeno [de profissionais] que vem expor a vulnerabilidade no sistema de saúde, que existe em todo país. É injusto, temos equipamento de proteção para todos os profissionais”, afirmou.

Números

Balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do DF nesta sexta-feira (27/03) aponta que a capital tem 240 casos confirmados de coronavírus.

Do total registrado, oito são infecções graves e outros oito de pacientes que estão em situação crítica. Das pessoas contaminadas, 27 têm mais de 60 anos.

Na faixa etária de 41 a 50 anos, são 58 infectados. A maioria dos casos, 71, é de pessoas entre 31 e 40 anos. Outros sete indivíduos são jovens – com idades que variam de 11 a 20 anos.

Últimas notícias