Ao lado de primeiro escalão do governo, Fux participa de inauguração de memorial

Presidente do STF compareceu ao evento no Rio de Janeiro. Obra homenageia vítimas do Holocausto e foi erguida em Botafogo

atualizado 13/12/2020 23:59

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A inauguração de um memorial em homenagem às vítimas do Holocausto, no Rio de Janeiro (RJ), na manhã deste domingo (13/12), criou um ambiente de aproximação e cordialidade entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, e integrantes do primeiro escalão do governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Representando Bolsonaro, o secretário especial de Comunicação Social do governo, Fábio Wajngarten, destacou, em seu discurso, que Fux é “o primeiro judeu a presidir uma Corte suprema” no Brasil. “O senhor é um orgulho para a comunidade judaica, presidente, meus parabéns”, disse Wajngarten, que também é judeu.

Veja o vídeo:

Também estavam presentes o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), o governador em exercício do estado do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC), e o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley.

Memorial

O monumento foi erguido no Morro do Pasmado, em Botafogo. A obra é uma parceria entre a prefeitura do Rio de Janeiro, a Associação Cultural Memorial do Holocausto e a iniciativa privada – que ficará responsável pela gestão do espaço.

Projeto do arquiteto André Orioli, o memorial possui um monumento de quase 20 metros de altura, dividido em 10 partes, representando os Dez Mandamentos. Em sua base, foi escrita a frase: “Não matarás”. No total, a estrutura tem 1.624 metros quadrados, com um grande espaço no subsolo dedicada à memória do Holocausto e área para exposições.

O futuro museu oferecerá, a partir de 2021, programação educacional aos alunos das redes pública e privada. O espaço também receberá exposições nacionais e internacionais com temas que dizem respeito à defesa dos direitos humanos.

Últimas notícias