Blog com notícias, comentários, charges e enquetes sobre o que acontece na política brasileira. Por Ricardo Noblat e equipe

18 anos Blog do Noblat

Exclusivo: Kátia Abreu, o drama de uma mãe traída pelo filho senador

E Tocantins pensava que já vira tudo...

atualizado 06/07/2022 14:06

Kátia Abreu Edilson Rodrigues/Agência Senado

Apesar da pouca idade, 33 anos completados em janeiro último, o Tocantins – o estado mais novo do país, maior do que o Equador e a Nova Zelândia – já viu muita coisa em política.

Viu, por exemplo, em 31 de dezembro de 2006, um governador eleito completar seu mandato pela última vez: Marcelo Miranda (MDB). Desde então nenhum outro chegou ao fim do mandato.

Nem o próprio Miranda, reeleito naquele ano. Nem Siqueira Campos (PSDB), eleito em 2010. Nem de novo Miranda, em 2014; muito menos Mauro Carlesse (PHS), eleito em 2018.

Todos foram afastados pela Justiça ou renunciaram ao cargo por envolvimento em escândalos de corrupção. O Tocantins nunca tinha visto a política separar mãe e filho, agora começa a ver.

Kátia Abreu é senadora há 16 anos e candidata à reeleição em outubro próximo. Seu filho Irajá é senador há quatro anos e tem mais quatro pela frente. Ela é presidente do PP em Tocantins, ele do PSD.

Os dois apoiavam a reeleição do atual governador Wanderley Barbosa (Republicanos). Irajá mudou de lado sem consultar a mãe: vai apoiar Osires Damaso (PSC), pré-candidato ao governo.

A traição do filho enfraquece a candidatura da mãe. Kátia postou no Instagram um vídeo no qual admite sua surpresa, mas adverte:

“Esse episódio tem apenas dois senadores da República tomando posições e opiniões diferentes. Eu só quero deixar bem claro para a população que, na minha história política, eu nunca fiz jogo duplo, nunca usei artifícios para melhorar a minha vida.”

“Sempre fui uma pessoa muito transparente, muito clara nas minhas opiniões, até mesmo me prejudico por isso; então, não há qualquer possibilidade de qualquer tipo de conluio, de qualquer tipo de ação menor para se aproveitar de uma situação.”

Voltou a repetir que apoia Barbosa, mas que compreenderá se ele decidir repensar sua chapa, em que ela ocuparia a vaga de candidata ao Senado. Irajá, seu filho mais velho, calou-se.

Últimas do Blog