Ex-marido esfaqueia e perfura pulmão de jovem de 23 anos no DF

Episódio ocorreu durante a madruga deste sábado (16/11/2019). Suspeito está foragido

atualizado 16/11/2019 14:25

facaISTOCK

Uma jovem de 23 anos ficou gravemente ferida após ser esfaqueada pelo ex-marido no Condomínio Del Lago, no Paranoá. A tentativa de feminicídio aconteceu no início da madrugada deste sábado (16/11/2019). O suspeito segue foragido.

De acordo com a ocorrência policial registrada na 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), a mulher foi atingida pelo agressor na mão, no braço e tórax, chegando a lhe perfurar o pulmão. Em decorrência dos ferimentos, a vítima teve hemorragia e precisou ser socorrida. O estado de saúde dela é considerado estável.

Durante a tentativa de feminicídio, o suspeito ainda teria ferido uma segunda pessoa, um homem de 47 anos que também foi golpeado no tórax e lado direito do corpo. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

A 6ª DP trata os crimes como tentativa de feminicídio e tentativa de homicídio. Até a última atualização desta reportagem, o suspeito do crime continuava foragido.

Neste 2019, o Metrópoles iniciou um projeto editorial para dar visibilidade às tragédias provocadas pela violência de gênero. As histórias de todas as vítimas de feminicídio do Distrito Federal serão contadas em perfis escritos por profissionais do sexo feminino (jornalistas, fotógrafas, artistas gráficas e cinegrafistas), com o propósito de aproximar as pessoas da trajetória de vida dessas mulheres.

O Elas por Elas propõe manter em pauta, durante todo o ano, o tema da violência contra a mulher para alertar a população e as autoridades sobre as graves consequências da cultura do machismo que persiste no país.

Desde 1° de janeiro, um contador está em destaque na capa do portal para monitorar e ressaltar os casos de Maria da Penha registrados no DF. Mas nossa maior energia será despendida para humanizar as estatísticas frias, que dão uma dimensão da gravidade do problema, porém não alcançam o poder da empatia, o único capaz de interromper a indiferença diante dos pedidos de socorro de tantas brasileiras.

Últimas notícias