Chile: suspeito de feminicídio não desceu após modelo cair do 12º andar, diz irmã

Há menos de um mês, suspeito havia expulsado a vítima e a filha dela do apartamento em que moravam, no meio da noite

atualizado 16/07/2021 9:23

Modelo Nayara Vit e namorado, Rodrigo Del Valle MijacReprodução/Instagram

O executivo Rodrigo Del Valle Mijac, suspeito de matar a namorada, a modelo brasileira Nayara Vit, não desceu do apartamento após a queda do 12º andar da companheira, em 7 de julho, no Chile. Inicialmente, a morte de Nayara foi tratada como um suicídio, mas o caso passou a ser investigado pelo Departamento de Homicídios em Santiago, após uma amiga revelar que a jovem brigou com o namorado no dia da morte.

Segundo o jornal El Dínamo, em depoimento, Marcela Bakit, amiga de Nayara,  afirmou ter ficado surpresa com a “falta de emoção” apresentada por Mijac.

“Um grande vaso cai, isso por volta das 23h. Às 23h05, o golpe de seu corpo é ouvido entre as plantas, não diretamente no concreto. Isso é chocante, mas não há movimento, ninguém desce para ver o corpo. Ele não desce, e os carabineros [polícia chilena] assumem tudo”, contou.

Pouco tempo depois, o pai da filha de Nayara chegou à residência. De acordo com Bakit, ele foi “como um louco para procurar a menina, subiu e a levou para passear”. Naquele momento, o suspeito ainda estava no apartamento.

0

A amiga da vítima também contou que Nayara e a filha foram expulsas da residência em que moravam por Mijac, em 16 de maio. A data coincide com a véspera da audiência que definiu a guarda da filha da modelo. Mijac atuou como advogado no divórcio de Nayara, que havia acabado de se separar.

“Ele [Mijac] a expulsou com a menina à noite, do apartamento onde ela caiu. Ela me chamou, como sua advogada, estava arrasada, chorou, não podia acreditar no que tinha acontecido. Imagine sair à noite com uma garotinha de 4 anos. Ela foi destruída e no dia seguinte teve uma audiência”, relatou Bakit.

Últimas notícias