“Sai da jaula”: 6 suplementos mais populares e para que servem

Whey Protein, BCAA, glutamina, creatina, Ômega-3 e colágeno hidrolisado. Metrópoles esclarece como e para que tomar os famosos suplementos

atualizado 28/10/2019 11:53

Getty Images

Força, foco e (muita) fé. Na maioria das vezes, uma boa alimentação e uma rotina pesada de exercícios não são suficientes para atingir a tão sonhada definição muscular. É comum que praticantes de atividades físicas recorram à suplementação para acelerar o processo. E é nesse momento que centenas de pessoas são bombardeadas com uma enxurrada de novidades do mercado que movimenta ao menos R$ 2 bilhões no Brasil, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri).

Em 2016, uma pesquisa da entidade comprovou que 50% da população ativa brasileira já consumiu algum tipo de suplemento. O Whey Protein prossegue como o mais popular justamente por sua versatilidade. “É um suplemento feito por meio da proteína do leite e ajuda na recuperação muscular”, explica o nutricionista Omar de Faria Neto. “Hoje, é considerado um antioxidante. Todos podem utilizar”, emenda.

Mais que auxiliar na aparência física, grande parte vem acompanhado de benefícios à saúde. “A glutamina, por exemplo, ajuda na melhora da resposta imunológica e na manutenção da atividade intestinal. Ela tem mais um efeito clínico do que esportivo”, diz. Vale ressaltar que, para que seja obtido o resultado esperado, é preciso seguir a dosagem e ter um acompanhamento individualizado.

Atire a primeira pedra quem nunca entrou em uma loja específica desse tipo de produto e não se sentiu perdido. O Metrópoles fez o trabalho pesado. Selecionamos os seis tipos mais vendidos (e conhecidos) e, com ajuda da nutricionista Thayana Albuquerque, explicamos para que servem, quem precisa tomar (e o contrário) e em quanto tempo os resultados são observados.

Whey Protein

Para que serve: é utilizado para aumentar a massa muscular, pois suas proteínas de alto valor biológico contribuem para a reparação do músculo, além de deixar a fibra muscular maior e mais forte.
Quem precisa tomar: pessoas com alguma deficiência nutricional ou que não consigam suprir as necessidades diárias da proteína com sua alimentação do dia a dia.
Quem não pode tomar: alérgicos à proteína do leite ou intolerantes à lactose devem consumir os suplementos proteicos de arroz, carne ou soja. Para os veganos, indicamos também os suplementos proteicos de arroz ou soja. Pessoas que não possuem nenhuma carência nutricional e consigam suprir a necessidade de proteínas na alimentação não necessitam da suplementação (lembrando que este diagnóstico só pode ser feito por um nutricionista).
Quanto tempo demora a trazer resultados: os resultados são a longo prazo. Dependem, ainda, de uma alimentação equilibrada e atividade física.

BCAA

Para que serve: auxilia na recuperação muscular após os treinos e na redução de fadiga central, além de melhorar a imunidade e a diminuição do grau de lesão muscular induzido pelo exercício físico. O suplemento também pode ser utilizado em patologias, como desnutrição energética proteica e encefalopatia hepática.
Quem precisa tomar: é indicado para esportistas, fisiculturistas e praticantes de atividades físicas de forma geral. Além disso, os médicos também podem indicar o suplemento para o tratamento de doenças como encefalopatia hepática e degeneração espinocerebelar.
Quem não pode tomar: gestantes, lactantes, crianças e idosos devem evitar o consumo, e só fazê-lo em caso de orientação médica. Alcoólatras devem evitar o consumo de BCAA, pois estudos mostram que, após a ingestão de álcool, há um aumento das concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada no sangue.
Quanto tempo demora a trazer resultados: não tem como definir um tempo exato, pois, para alcançar os resultados, é necessário complementar com a atividade física e uma alimentação equilibrada.

Getty Images
Suplementação também tem benefícios à saúde, para além das vantagens estéticas
Glutamina

Para que serve: é fonte energética para o sistema imunológico, beneficiando, assim, em períodos de fadigas após treinos de alta intensidade; pacientes pré e pós-cirúrgicos.
Quem precisa tomar: pessoas que passam por situações que causam um estresse intenso ou depleção do sistema imunossupressor, atletas de média e alta intensidade de exercícios de longa duração, pacientes com câncer e portadores de HIV.
Quem não pode tomar: pacientes com problemas nos rins e fígados.
Quanto tempo demora a trazer resultados: serão percebidos logo após a ingestão diária.

Creatina

Para que serve: melhora a resistência dos praticantes de atividades físicas de alta intensidade, além de preservar a massa muscular em idosos e prevenir Parkinson, Huntington e Alzheimer.
Quem precisa tomar: praticantes de atividades físicas de força de alta intensidade e curta duração.
Quem não pode tomar: diabéticos, pessoas com problemas renais, lactantes, gestantes, crianças e adolescentes. A necessidade deve ser indicada por nutricionistas e médicos.
Quanto tempo demora a trazer resultados: 5 dias de ingestão de 20g diárias são suficientes para se notar o aumento de performance.

Ômega-3

Para que serve: combate processos inflamatórios e melhora a circulação sanguínea, a saúde do coração e o rendimento do exercício físico.
Quem precisa tomar: somente após a orientação médica, caso a pessoa não consiga adquirir o ácido graxo por meio da alimentação, com a ingestão de peixes e frutos do mar.
Quem não pode tomar: pessoas com problemas de coagulação e com próteses cardíacas, pois o ácido graxo deixa o sangue mais fluido, podendo ocorrer uma hemorragia.
Quanto tempo demora a trazer resultados: são necessários 120 dias de suplementação para começar a sentir os efeitos do nutriente.

Colágeno hidrolisado

Para que serve: para promover a elasticidade e firmeza da pele e fortalecer as articulações. É indicado a ingestão de vitamina C juntamente ao colágeno para potencializar os efeitos no organismo. Também favorece a cicatrização de feridas e cirurgias, reduzindo as cicatrizes.
Quem precisa tomar: pessoas com mais de 30 anos ou que tenham problemas nas articulações, que não conseguem consumir proteínas suficientes na dieta e que fumam ou passam muito tempo expostas ao sol.
Quem não pode tomar: não há contraindicações.
Quanto tempo demora a trazer resultados: não existem dados concretos a respeito, mas os benefícios serão a longo prazo.

Últimas notícias