Nutricionista indica cinco alimentos industrializados saudáveis

Apesar da má fama, alguns produtos encontrados em gôndolas de supermercado podem, sim, ser saudáveis. Saiba como identificá-los

FreePik

atualizado 05/02/2020 13:15

Durante muito tempo, acreditou-se que apenas produtos naturais seriam compatíveis com planos alimentares saudáveis e funcionais. Porém, em um mundo em que o tempo para se dedicar à comida é cada vez mais escasso, e alimentos orgânicos têm um valor ainda elevado, a máxima tem caído em desuso. A boa notícia é que, apesar da fama, muitos ingredientes industrializados ou processados podem, sim, ser “do bem”.

Para saber em quais vale investir, basta olhar o rótulo. Quem ensina é o nutricionista brasiliense Daniel Novais. “Eles devem ser livres ou possuir quantidade mínima de substâncias nocivas à saúde, como conservantes, emulsificantes, corantes e edulcorantes. São os maiores vilões”, pontua.

Daniel acrescenta, ainda, que diabéticos, hipertensos e pessoas com esteatose hepática devem se atentar à presença excessiva de açúcares, sódio e gorduras hidrogenadas.

“Alguns iogurtes, por exemplo, sofrem um processo de industrialização limpa. Geralmente, têm leite, fermento lácteo, saborizador e algum tipo de adoçante, que pode ser mel. Não faz mal à saúde e ainda é bastante prático”, exemplifica.

A pedido do Metrópoles, o profissional indica cinco produtos processados que podem ser incorporados a uma alimentação saudável:

0
Iogurte

Além das características mencionadas por Daniel, o iogurte é rico em cálcio. Também carrega micronutrientes e proteínas que garantem o bom funcionamento do intestino. Normalmente, o produto também tem baixo teor ou é isento de gordura.

Queijo cottage

Tem proteínas de boa qualidade, baixo teor de sódio, é pouco calórico e rico em cálcio. Ideal para substituir os queijos amarelos, que têm mais gordura e elevam as taxas de colesterol.

Chocolate

Chocolates com alto percentual de cacau são ricos em proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas (A, E, B1, B2, B3, B6, B12 e C) e magnésio. Outra vantagem? Contribuem com a produção de hormônios, como a endorfina e a serotonina, que ajuda a manter a disposição e o bom-humor.

Pão integral

A maioria deles traz, na composição, aveia, cereais, grãos e outras fibras. Por isso, o consumo de pães integrais, ainda que industrializados, auxiliam no funcionamento do intestino. Além disso, o alimento é recomendado para quem tem diabetes: a quebra do carboidrato presente no pão – tendo como um dos produtos finais o açúcar – é mais lenta, resultando no controle da glicemia.

Suco de uva integral

O suco integral é feito da polpa natural da fruta, sem adição de nenhum outro ingrediente, como açúcar, água ou conservantes químicos. Já o suco orgânico tem as mesmas características do integral, porém é fabricado com uvas cultivadas sem agrotóxicos ou pesticidas. Ambos possuem os mesmos valores nutricionais e são feitos a partir da fruta, incluindo casca, polpa e sementes.

Últimas notícias