Cerveja low carb ajuda a emagrecer? Nutricionista esclarece

Opção disponível no mercado chamou atenção de quem segue dieta com baixo teor de carboidrato. Expert responde se vale o investimento

atualizado 18/08/2021 15:04

Mulheres bebendo cervejaPexels

A dieta low carb é uma das mais conhecidas no Brasil. O regime alimentar tornou-se popular devido à promessa de emagrecimento rápido. Embora muitos profissionais sejam contra essa estratégia, ela segue em crescimento – assim como os produtos que se encaixam nessa categoria. Um dos mais curiosos responde por Michelob Ultra, nome dado à cerveja low carb com 80% menos carboidrato que as concorrentes.

0

Nas prateleiras, a breja chama atenção por destacar, ainda, a presença de apenas 79 calorias, número bem abaixo do encontrado em outros rótulos. O Metrópoles, então, quis saber: o produto realmente ajuda na perda de peso?

“Quando pensamos em um processo de emagrecimento, é essencial a presença do déficit calórico. Isso significa consumir menos caloria do que gastamos. Quando tomamos a cerveja low carb, realmente há menos calorias, mas temos que lembrar que não deixa de conter álcool, e o álcool é visto pelo nosso corpo como uma toxina”, esclarece Milena Hernandes, nutricionista e head de nutrição no aplicativo Posto7. Tecla SAP: como qualquer bebida alcoólica, ela pode dar uma freada se o seu objetivo é dar adeus a alguns quilinhos.

Mas, se você está em um processo de manutenção de dieta e não vê problema em dar algumas escapadas, não há problemas. Na visão da especialista, vale ponderar e, é claro, que é preciso degustar com consciência e muita moderação. “É importante pensar com equilíbrio em qualquer processo de dieta ou de reeducação alimentar. É possível, sim, incluir essa cerveja, que ‘causa’ um impacto um pouco menor, mas lembrar que ela tem álcool, algo que nunca vai ser benéfico”, emenda.

Mas como é feita a cerveja low carb?

De acordo com o fabricante, a quebra do amido dos cereais pelas enzimas no processo de produção é mais extensa na Michelob Ultra (pode levar duas a três vezes mais que as geladas comuns). Ou seja: mais açúcares são consumidos pela levedura. Dessa maneira, há uma redução considerável dos carboidratos no processo final, uma vez que eles servem de alimento para a enzima.

*Antes de fazer qualquer mudança em sua dieta, procure orientação de um profissional. 

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia

Mais lidas
Últimas notícias