Síndrome de Edwards: doença que atinge bebês é diagnosticada no pré-natal

Proveniente de uma má-formação, a enfermidade atinge cerca de um bebê a cada 8 mil nascimentos no mundo

atualizado 20/10/2020 15:21

Mulher grávidaFreePik

Você já ouviu falar na Síndrome de Edwards? A doença, proveniente de uma má-formação, atinge cerca de um bebê a cada 8 mil nascimentos no mundo todo. Mesmo que tenha uma incidência relativamente baixa e seja rara, saber sobre ela é essencial na hora de fazer o acompanhamento pré-natal.

Descoberta em 1960 pelo geneticista britânico John H. Edwards, a síndrome se dá por conta de uma trissomia do cromossomo 18. Em uma condição saudável, o mesmo cromossomo carrega duas cópias de si, porém, a condição aumenta esse número para três. A alteração acontece por uma falta de separação durante a meiose II e pode ser considerada parcial, completa ou aleatória.

A incidência é maior em meninas, mas não existem estudos que indicam uma predisposição por gênero à anomalia. Ou seja, ambos os sexos são vulneráveis.

Continue lendo no blog Mil Dicas de Mãe, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias