Afinal, grávida pode ou não usar salto alto?

O uso desse tipo de calçado não é recomendado por médicos, por oferecer riscos à gestante e ao bebê

atualizado 01/03/2021 13:00

Salto alto - mulherGuido Mieth/Getty Images

O salto alto costuma ser listado como uma das peças-chaves de um visual deslumbrante. No entanto, durante a gestação, o símbolo de sensualidade torna-se uma polêmica. A classe médica não apoia o uso do sapato e estimula a troca por opções mais seguras, como tênis, sapatilhas e plataformas baixas. A orientação visa evitar acidentes que possam comprometer a saúde da mãe e do bebê.

Durante a gravidez, os ligamentos dos tornozelos ficam menos firmes. Ou seja: podem causar quedas e tropeços. Desequilíbrios como esses são extremamente perigosos ao feto, principalmente após o quinto mês de gestação, quando as mudanças no corpo tendem a ficar mais evidentes.

Saiba mais sobre o assunto no blog Mil Dicas de Mãe, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias