JK Rowling detona coaches que cobram produtividade na quarentena

"As pessoas têm desafios que você não conhece. Às vezes, passar por isso é mais do que o suficiente", diz autora

atualizado 07/04/2020 12:55

Jk Rowling no red carpetSamir Hussein/Getty Images

A escritora JK Rowling, criadora da saga Harry Potter, fez um alerta sobre saúde mental em tempos de coronavírus. Por meio das redes sociais, a britânica caracterizou como nociva e condenou veementemente a atitude de coaches em implicar que pessoas são perdedoras se não estiverem aprendendo novas habilidades durante o isolamento social.

“Se você é um ‘coach da vida’ que está implicando que pessoas são perdedoras se não estiverem aprendendo uma nova habilidade/construindo uma marca enquanto estão em quarentena, melhor parar. As pessoas têm desafios que você não conhece. Às vezes, passar por isso é mais do que o suficiente”, tuitou a autora.

Em outra postagem, Rowling acrescentou: “Implicar que as pessoas são preguiçosas ou desmotivadas se não estão fazendo obras de arte diariamente não é uma inspiração, é uma forma de repressão. Se a distração sem fim curasse a depressão, nenhuma pessoa rica ou viciada em trabalho se mataria. Tristeza e ansiedade não são fraquezas, são uma resposta humana natural à dificuldade e ao perigo.”

Por fim, a britânica disse: “Nos permitir sentir o que sentimos e reconhecer que temos boas razões para nos sentir assim é um caminho melhor para uma boa saúde mental, do que nos martirizarmos por não sermos super-humanos.”

Os tuítes dela foram elogiados, curtidos e repostados milhares de vezes.

0

Últimas notícias