Brasiliense de sete anos cria jogo de tabuleiro sobre coronavírus

Gabriela Garcia bolou o passatempo que, além de divertido, tem várias dicas de prevenção à doença. Veja como jogar e inspire-se

Menina brinca de jogo de tabuleiro do coronavírus com a mãeArquivo Pessoal/Fabiana Couto

atualizado 25/03/2020 15:52

A quarentena imposta pelo avanço da coronavírus mudou drasticamente a rotina das pessoas, sobretudo a das crianças. Acostumadas a frequentar a escola, praticarem esportes e passarem parte do dia brincando ao ar livre, elas precisam, agora, se acostumar ao distanciamento social e pensar em alternativas para se divertirem. Foi justamente o que fez Gabriela Garcia, de sete anos.

Natural de Brasilia e radicada em Belo Horizonte, a pequena criou um jogo de tabuleiro sobre a doença no primeiro dia de quarentena.

“Estava meio à toa e meu pai deu a ideia de fazer um jogo. Criei sozinha. A pessoa tem jogar o dado e ir andando no tabuleiro. As casas que tem escrito álcool em gel e sabonete dão pontos. As que são de tosse ou espirro tiram pontos”, explica.

“Se cair na casa do coronavírus, ganha a chance de jogar de novo. Aí, ou cai no hospital ou a pessoa fica presa”, explica a estudante do terceiro ano do Ensino Fundamental.

Além do tabuleiro, desenhado por ela mesma em uma folha A4, a brincadeira inclui cartas reveladas aos poucos, por sorte.

Nelas, o  jogador conhece os cuidados necessários para se proteger da Covid-19, como lavar as mãos e evitar aglomerações.

Tire dúvidas sobre o novo coronavírus: 

0

 

Pais jogam junto

Segundo Fabiana Couto, mãe de Gabriela, a pequena sempre foi bastante esperta e criativa, mas surpreendeu com a iniciativa. “Jogamos várias vezes e foi super legal”, relembra.

Jogo sobre coronavírus
A menina mora atualmente em Belo Horizonte e brinca do próprio jogo com os pais diariamente

Com intuito que a filha entedesse o contexto atual, ela conta que a família conversou sobre a pandemia assim que ela começou a se espalhar pelo país.

“Expliquei sobre a questão do isolamento, o porquê de estarmos em casa e os cuidados necessários”, disse.  “Ela mesma quis fazer o jogo. Está tentando entender, ter paciência. Sabe que é um momento de ficar em casa e pensar na coletividade”, finaliza Fabiana.

Veja dicas para cuidar da saúde mental durante a quarentena: 

0

 

 

Últimas notícias