*

A modelo da Victoria’s Secret Lais Ribeiro é mais uma vítima de assédio que decidiu falar. O assunto ganhou força em outubro de 2017, após denúncia contra o produtor de Hollywood Harvey Weinstein. O acontecimento encorajou mulheres a revelarem os abusos sofridos e criou os movimentos Time’s Up e #MeToo.

A revelação foi feita em uma entrevista para a Marie Claire. A top model brasileira contou que o autor do abuso foi o fotógrafo francês David Bellemere, freelancer da marca de lingerie. “Aconteceu numa festa em St. Barth, no Caribe, depois de um ensaio de moda praia que estávamos clicando. Um dos fotógrafos veio me abraçar, achei que estava bêbado. Na sequência, ele me pegou mais forte e tentou me beijar. Empurrei-o na mesma hora”.

A modelo explica que, depois do fato, negou-se a fazer fotos com ele novamente. “Perdi muito trabalho por causa disso”, relembra.

Reprodução/Instagram

Lais é conhecida pelo corpo escultural

Na entrevista, ela também contou que outras colegas se queixavam do fotógrafo. “Depois, as modelos mais novas começaram a me procurar para compartilhar outros absurdos sobre o David. Tecia comentários machistas durante as fotos, falava do peito, da bunda. Foi a gota d’água. Era uma veterana lá dentro e elas buscavam sempre apoio em mim. Relatei o ocorrido na mesma hora”.

Segundo a revista, o fotógrafo foi afastado definitivamente da Victoria’s Secret após os episódios de assédio.

Lais Ribeiro, nascida na cidade de Miguel Alves, no interior do Piauí, passou quase toda a infância em Brasília. A angel mudou-se para a capital federal junto com a família quando ainda tinha 2 anos de idade. A mãe de Lais, que é professora, havia passado em um concurso para dar aulas em Ceilândia. No entanto, aos 13 anos e após a separação de seus pais, decidiu retornar à terra natal para viver com a avó.



COMENTE

 
denúncia#Assédiomodelolais ribeiro

Leia mais: Celebridades