*

Um tweet sobre o caso do segurança do Carrefour acusado de matar um cachorro a pauladas fez com que Whindersson Nunes se tornasse alvo de uma polêmica. “Vale lembrar que não é a empresa inteira que tem culpa. Aconteceu no Carrefour de Osasco, um cachorro foi morto a pauladas por um segurança despreparado”, escreveu o humorista na tarde desta terça-feira (4/12).

Muitos seguidores acusaram Nunes de defender a rede de supermercados, principalmente por conta do uso da palavra “despreparado” para descrever o suspeito de cometer o crime. Com isso, ele apagou o tweet e tentou se explicar. Primeiro, afirmou que “desumano” era o termo que, de fato, queria ter usado. Porém, o youtuber se irritou com a enxurrada de críticas recebidas. “A galera lê e entende como quer, aí é f***”, disse.

Depois disso, lembrou de suas atitudes em prol dos animais. “Fico triste porque, mesmo depois de falar várias coisas certas e ajudar animais com as minhas ações [só este mês foram mais de 60 mil reais que ajudei pra casas que cuidam de animais abandonados], as pessoas, por causa de um tweet que me expressei mal, metem o pau em mim”, desabafou.

Whindersson ainda discutiu com um seguidor, depois de ser taxado de arrogante por listar seus trabalhos voluntários. “1 milhão para crianças com câncer, uma cadeira de rodas motorizada no valor de 17 mil pro rapaz ir pra universidade, 56 mil numa casa que ajuda animais, uma prótese de braço de 14 mil, e 1 pau nesse teu **.”