*

Um dos últimos sucessos do mundo fitness é o biscoito de arroz. Com poucas calorias e baixo teor de gordura, ele parece uma ótima opção para quem quer perder peso ou cortar o glúten da dieta. Mas será que é uma alternativa tão boa assim?

Nutricionista e coordenadora da pós-graduação em nutrição do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Joyce Moraes explica que esse alimento pode ser bom, mas deve ser consumido com cuidado. Como o arroz acumula metais tóxicos e não é rico em nutrientes, a especialista propõe que outros carboidratos também sejam consumidos. “É bom alternar o alimento com inhame, macaxeira, cará. A variação da dieta garante melhor qualidade nutricional”.

Bons substitutos do arroz:

Já a nutricionista Mariana Lyra vê o biscoito como uma boa opção para dietas de emagrecimento e reeducação alimentar, porém chama a atenção para o alto índice glicêmico. “Pode ser um fator complicador para determinadas dietas ou pessoas com diabetes, já que ele vira açúcar no sangue mais rápido. Além disso, o biscoito de arroz não tem muitos nutrientes ou fibras”.

 

Outro ponto em que se deve ter cuidado é o alto teor de sódio nesses alimentos. “Um biscoito pode ter até 75mg de sódio, isso representa 5% do consumo diário”. Esse fator complica o uso para quem tem hipertensão ou pré-disposição para essa condição.

Apesar disso, a nutricionista acredita que o biscoito de arroz é uma boa alternativa se consumido do jeito certo. “Como as proteínas ficam em segundo plano e o biscoito de arroz tem um índice glicêmico alto, indico combiná-lo com uma fonte proteica ou gordura boa, como pasta de amendoim, abacate ou uma proteína animal”.

Para comer com o biscoito: