Médicos explicam prós e contras de procedimentos feitos por influencers

Procurar por foxy eyes, lipo lad, ninfoplastia e rinomodelação aumentaram 70% no DF nos últimos meses. Especialistas alertam para riscos

atualizado 19/09/2020 9:29

iStock

Foxy eyes, lipo lad, ninfoplastia e rinomodelação. Esses procedimentos estéticos estão bombando nas redes sociais, por conta do compartilhamento em massa realizado por influenciadores digitais. A partir de fotos e resenhas sobre os benefícios do tratamentos, a adesão cresceu em até 70% nos últimos seis meses, segundo especialistas do Distrito Federal.

A cirurgiã plástica Marcela Caetano Cammarota, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), explica que a popularidade repentina dos tratamentos ocorreu por incentivo de líderes de opinião, sobretudo durante a quarentena. Entre críticas e elogios, Ludmilla, Flayslane, Gabi Prado e outras famosas nacionais incentivam o público a efetuarem os mesmos procedimentos que elas.

“Basta alguma blogueira divulgar que é bonito que aumenta instantaneamente”, salienta.

Outro fator que justifica o aumento da busca é a preferência por tratamentos menos invasivos. Segundo a cirurgiã, o distanciamento social, causado pela pandemia do novo coronavírus, bombardeou as pessoas com informações sobre autocuidado e precauções com a saúde.

“Sem poder gastar o dinheiro com a estética e com medo da doença, as pessoas começaram a dar mais preferência a pequenos procedimentos cirúrgicos que podem ser feitos em consultório”, disse a médica.

Por fim, Marcela alerta sobre a atenção com as intervenções estéticas desde a escolha do especialista ao pós-operatório. “Médicos são as pessoas que receberam formação para isso. Hoje há uma invasão enorme de outros profissionais na área de estética e o resultado costuma ser ruim, com complicações para o paciente”.

No Brasil, existem mais de seis mil cirurgiões plásticos, sendo que 178 estão em Brasília. O estado com maior incidência dos médicos é São Paulo, com dois mil especialistas, um terço do total nacional. As informações são do relatório Demografia na Cirurgia Plástica 2020, da SBCP.

Confira detalhes sobre os procedimentos e veja onde realizar com especialistas do DF:

Lipo lad

Também conhecida como lipo HD, o procedimento tem o mesmo objetivo que a lipoaspiração comum: remover gordura corporal. O diferencial é que ela oferece a definição da área abdominal com realce nos gomos e entradas, semelhante à barriga de tanquinho.

No entanto, o tratamento não é recomendado para todas as pessoas. Segundo o cirurgião plástico Dr. Clendes, membro titular da SBCP, o paciente ideal tem idade superior a 18 anos, estilo de vida saudável e não apresenta quadro de sobrepeso ou obesidade. “Pacientes com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima do ideal e sem padrão de vida balanceado não alcançam a estética desejada com a cirurgia”, salienta.

A lipo HD pode ser realizada com ultrassom ou laser. No entanto, o método é contraindicado pelo cirurgião plástico José Carlos Daher, chefe do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Daher Lago Sul, instituição fundada por ele em 1979. De acordo com o especialista, há sérios riscos no uso do laser para destruir o tecido gorduroso do corpo.

“Transforma um tratamento simples em algo passível de complicações muito maiores”, explica.

O procedimento pode ser realizado em três definições diferentes: intensa, média ou suave. O médico cirurgião plástico João Darques explica que a categorização se refere a profundidade e marcação das linhas do abdômen. Segundo ele, a escolha é definida conforme o perfil e a preferência do cliente.

“O tratamento não pode ser estigmatizado e precisa permitir que o paciente transite com naturalidade. Ou seja, a proposta é desenhar linhas, com aspecto de naturalidade, suavidade e criação artística sobre a gordura”, esclarece.

0

Vale ressaltar que a lipoaspiração não é uma cirurgia nova. O procedimento foi descoberto pelo francês Yves Gérard Illouz no final da década de 1970. Desde então, a prática difundiu-se pelo mundo, correspondendo a 50% das cirurgias estéticas praticadas no mundo.

Foxy eyes

O olhar de raposa virou tendência logo no início do distanciamento social no Brasil, em meados de março. O efeito de olhar mais afinado e alongado pode ser adquirido com truques de maquiagem ou intervenções cirúrgicas, como a realizada pela brasiliense Gabi Prado e pelas americanas Kendall Jenner e Bella Hadid. São três os procedimentos:

Segundo José Daher, o procedimento é algo comum na estética facial e recebeu um novo nome mercadológico para entrar na moda. “O foxy eye é elevar a cauda da sobrancelha e o canto externo do olho, deixando ele mais curvado para cima, em direção às têmporas”, revela.

O efeito pode ser adquirido de quatro formas diferentes: botox, com a aplicação de toxina botulínica; de ultrassom microfocado; de lifting com fios de PDO; e com o método ponytail lifting ou lifting rabo de cavalo. Daher assegura que o último é o menos recomendado por ser o mais invasivo, enquanto o botox é o mais utilizado e procurado. Em geral, as intervenções duram entre seis meses e um ano, sendo necessária manutenção após o período.

Embora seja um procedimento simples, requer atenção. De acordo com Dr. Clendes, antes é preciso consulta com oftalmologista para avaliar qualquer tipo de sequela. Além disso, ele alerta sobre a importância de preferir especialistas com habilidade no processo, para que não haja a queda da pálpebra superior ou hematomas.

Ninfoplastia

A intervenção cirúrgica refere-se à reparação dos pequenos lábios da vagina, com a diminuição do tamanho e protuberância. Os principais motivos para a realização do procedimento são o desconforto e constrangimento por parte dos pacientes.

A procura pelo tratamento registrou crescimento de 30% este ano, em relação ao ano passado, segundo o cirurgião plástico Cristiano Fleury. No entanto, segundo o casal de cirurgiões plásticos Cristian Haesbaert e Raquel Camelo, o conhecimento da população sobre a cirurgia de melhoria estética na região íntima ainda é pequeno.

O casal especialista discorre que “é uma cirurgia rápida, de aproximadamente 30 minutos, realizada com anestesia local e sedação, sem necessidade de internação hospitalar. A recuperação completa acontece normalmente em 10 a 20 dias.”

“É indicada para pacientes com aumento de pequenos lábios vaginais e indicação médica para o procedimento. Toda cirurgia deve ser avaliado risco-benefício junto com o paciente”, completam.

View this post on Instagram

O que é a cirurgia plástica íntima (também conhecida como ninfoplastia)? A cirurgia íntima visa levar as técnicas e benefícios da Cirurgia Plástica à região íntima feminina, buscando minimizar queixas estéticas ou desconforto causado por excessos na região da vulva, grandes lábios ou pequenos lábios vaginais. A mais comumente realizada é a redução de pequenos lábios vaginais, que quando em excesso pode representar um grande desconforto durante as relações sexuais. Maiores detalhes no site: WWW.FLEURYCIRURGIAPLASTICA.COM.BR Tel: 61 3244-1603 Whatsapp: 61 985741212 #drcristianofleury #cirurgiaintima #ninfoplastia #bsb #esteticabrasilia #cirurgiaplastica #brasilia #cirurgiaoplastico #cirurgiaplasticadf

A post shared by Cirurgia Plástica -Brasília DF (@drcristianofleury) on

Rinomodelação

Menos invasivo que a rinoplastia, a rinomodelação é indicada para pessoas com alterações discretas no nariz. Segundo o casal de cirurgiões Cristian e Raquel, a intervenção aplica ácido hialurônico para levantar a ponta do nariz e não corrige grandes deformidades nasais.

“Pacientes com discretas alterações no nariz podem se beneficiar , mas grandes deformidades nasais devem ser tratadas com procedimento cirúrgico realizado por médico capacitado para resultados naturais e agradáveis esteticamente”, finalizam.

Últimas notícias