Cão pit-bull que teve patas decepadas vai ganhar cadeira de rodas

Sansão teve as patas cortadas por dois suspeitos que, por vingança, deceparam os membro traseiros do animal com uma foice

atualizado 09/07/2020 14:41

Pit-bull sansãoArquivo pessoal

Sansão, o pit-bull de 2 anos que teve as duas patas traseiras decepadas, vai ganhar uma cadeira de rodas de uma doadora voluntária de Belo Horizonte (MG). Na última segunda (6/7), o cachorro foi torturado em Confins. Dois homens vizinhos à empresa onde o cão ficava são suspeitos do crime, segundo o G1.

O pit-bull está internado na clínica-escola da Faculdade Arnaldo, no bairro Olhos D’Água, na região oeste da capital. De acordo com a médica veterinária que cuida dele, Sansão está se recuperando bem, se alimentando e fazendo as necessidades fisiológicas normalmente.

“Ele é forte e está tomando suplemento para anemia. Foi uma monstruosidade o que fizeram com ele. Se tivesse sido outro animal, talvez não sobrevivesse”, relatou a veterinária Ticiana Lima Dornas. Ela contou ainda que por apresentar um quadro anêmico, o cão precisou ser submetido a uma transfusão de sangue de emergência, o que o ajudou a ficar estável.

“As patas estão muito inchadas. Ele está sendo medicado com antibiótico e, principalmente, analgésico para aliviar a dor”, ressaltou Dornas. O tutor de Sansão, Gleidson Justino da Silva contou que a tortura ocorreu porque o pit-bull pulou o muro e brigou com o cão dos suspeitos. Em forma de vingança, eles cortaram as patas do animal com uma foice.

“Nós queremos justiça por todos esses cachorros que sofrem maus-tratos e não têm voz que falem por eles”, desabafou Gleidson. Um boletim de ocorrência foi registrado pela Polícia Militar e um dos suspeitos foi ouvido e liberado. O outro está foragido. O Ministério Público também acompanha o caso.

Últimas notícias