Vídeo: criança com síndrome rara não consegue diferenciar movimento das mãos

Indiana é uma das poucas do mundo a apresentar condição na qual uma mão só consegue fazer exatamente o que a outra faz

atualizado 08/11/2020 11:29

mãos de criançaImage Source/GettyImages

Nos primeiros anos de vida, o cérebro da criança vai aprendendo a comunicar os dois hemisférios do órgão e os movimentos das mãos vão se diferenciando. Por isso, conseguimos apertar os botões do controle remoto enquanto comemos.

Porém, pessoas com uma síndrome rara nunca desenvolvem de forma completa essa capacidade e as mãos imitam os movimentos uma da outra, como um espelho. Se estima que uma criança a cada um milhão tenha esta condição. Não se sabe exatamente a razão, mas, em um terço dos casos, é uma questão genética.

O quadro de uma menina de 13 anos da Índia chamou atenção dos médicos por unir, pela primeira vez, a síndrome dos movimentos em espelho e uma anomalia genética. A garota tem síndrome de Turner, onde o paciente nasce com apenas um cromossomo X (o usual é que a pessoa tenha dois cromossomos, XX para mulheres e XY para homens).

Não se sabe se as duas condições estão ligadas e o hospital que a atende não possui a tecnologia necessária para verificar a fisiologia cerebral da paciente. O relato foi publicado na revista científica BMJ Case Reports em 4/11, mas a equipe médica vem acompanhando a menina desde os 13 anos. Hoje, ela tem 19 e está saudável, apesar de seguir com os movimentos em espelho.

Veja, no vídeo, uma demonstração breve do caso. Enquanto ela tenta contar os dedos de uma mão, a outra acompanha:

Últimas notícias