Uma dose de vacina basta para recuperados da Covid-19, dizem estudos

Testes feitos com as vacinas da Pfizer/BioNtech e Moderna indicam boa resposta imunológica entre os que já foram infectados pelo vírus

atualizado 22/02/2021 17:45

vacina covid-19Aaron Chown - WPA Pool/Getty Images

Com a quantidade limitada de vacinas contra a Covid-19 disponível no mundo, cientistas estão estudando maneiras de otimizar as doses que estão disponíveis. Para ampliar a distribuição, mais duas pesquisas sugerem que pacientes já infectados com Covid-19 anteriormente tomem apenas uma dose da vacina.

Os estudos, um feito pelo Fred Hutchinson Cancer Research Center, em Seattle, e o outro, pela Universidade de Nova York, ambos nos Estados Unidos, afirmam que as fórmulas seriam capazes de multiplicar a ação do sistema imunológico contra o coronavírus depois de uma dose. Pessoas que nunca tiveram a infecção só teriam resposta equivalente depois da segunda dose.

O estudo de Seattle mostrou que as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna aumentaram mil vezes a quantidade de anticorpos nos pacientes que já tiveram Covid-19. As amostras foram analisadas em laboratório e indicam que os participantes seriam capazes de se defender contra a variante sul-africana, e também do coronavírus que causou a epidemia de Sars em 2003.

Também foi observado aumento nas células imunológicas de memória, mas ainda não é possível saber por quanto tempo os anticorpos estariam em alta. Ainda é preciso fazer novos estudos para definir se todos os pacientes que já tiveram Covid-19 agiriam da mesma maneira e se os resultados em laboratório seriam iguais aos da vida real.

Na pesquisa feita em Nova York, os cientistas descobriram que a segunda dose da vacina para essas pessoas não traria nenhum benefício significativo, corroborando a tese de que apenas uma aplicação seria suficiente.

Veja, na galeria, como cada tipo de vacina funciona:

0

Últimas notícias