Vacina da Johnson & Johnson contra a Covid-19 é 66% eficaz com uma dose

O imunizante demonstrou 85% de eficácia na prevenção de casos graves da doença durante o estudo de fase 3, com 44 mil voluntários

atualizado 29/01/2021 13:37

SeringaHugo Barreto/Metrópoles

A Johnson & Johnson afirmou, nesta sexta-feira (29/1), que uma única dose de sua candidata à vacina contra o novo coronavírus é 66% eficaz na prevenção de quadros moderados e graves da Covid-19 em 28 dias após a aplicação. O índice chega a 85% quando é levado em consideração apenas o estágio grave da doença.

Os estudos clínicos de fase 3 contaram com mais de 44 mil voluntários dos Estados Unidos, do Brasil, da África do Sul e de outros países. Os resultados indicam que a eficácia da fórmula varia em cada localidade.

Nos países da América Latina, a vacina teve 66% de eficácia contra a evolução da Covid-19 para quadros moderados e graves. Os resultados são melhores nos EUA, chegando a 72%. Já na África do Sul, onde circula uma nova variante do coronavírus, ela não passou de 57%.

No comunicado, a empresa explicou a situação.

“Entre todos os participantes de diferentes geografias, incluindo aqueles infectados com uma variante viral emergente, a vacina candidata da Janssen (braço farmacêutico da empresa) foi 66% eficaz em geral na prevenção dos desfechos combinados de Covid-19 moderado e grave, 28 dias após a vacinação. O início da proteção foi observada já no dia 14.”

Nenhum efeito colateral importante foi relatado no estudo. O uso emergencial do imunizante deve ser solicitado à agência norte-americana Food and Drug Administration, na próxima semana.

0

 

Últimas notícias