Tedros, da OMS, cobra países sobre distribuição igualitária de vacinas

Diretor-geral da agência internacional diz enxergar falta de cooperação e até resistência por parte da comunidade internacional

atualizado 26/02/2021 15:49

Tedros Adhanom Ghebreyesus, Director-General of the World Health OrganizationPhoto: Sven Hoppe/dpa (Photo by Sven Hoppe/picture alliance via Getty Images)

Desde que as primeiras vacinas contra a Covid-19 começaram a ser aplicadas no mundo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) vem pedindo para que os países se esforcem para distribuir o imunizante de maneira igualitária entre as nações.

Segundo Tedros Adhanom Ghebreyesus, o ideal é que idosos e profissionais de saúde de todo o mundo sejam imunizados antes de as outras faixas da população receberem as doses. Para que isso seja possível, é preciso contar com a solidariedade dos países e garantir a ampliação da fabricação de vacinas.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (26/2), o diretor-geral da entidade foi enfático ao dizer que está enxergando não só uma falta de cooperação, mas até uma séria resistência em relação ao processo.

“Para ser honesto, não consigo entender. É uma pandemia sem precedentes, um vírus que sequestrou o mundo inteiro, algo que acontece uma vez a cada 100 anos. E, mesmo assim, muitas pessoas não querem nem discutir. Para resolver o problema, precisamos aumentar a produção, seja por transferência de tecnologia, ou as empresas abrindo mão da propriedade intelectual de forma temporária. Se não conseguirmos fazer isso em uma situação como esta, quando conseguiremos? Isso é muito sério”, desabafou.

Ele também criticou os governos que estão negociando doses com as fábricas de vacinas que estão produzindo as doses a serem distribuídas por meio da Covax Facility, a empreitada da OMS para entregar imunizantes a países em desenvolvimento. “Entendo que os países têm obrigação de proteger o seu povo, mas a melhor maneira de fazer isso é suprimindo o vírus no mundo inteiro”, argumentou.

Veja, na galeria, como cada tipo de vacina funciona:

0

Últimas notícias